"TIPO ETERNO" - BRASÍLIA SE DESPEDE DO ATOR CLÁUDIO FALCÃO

Importante nome da comédia teatral brasiliense, Cláudio Falcão apresentou divesos espetáculos com personagens que caíram no gosto popular. A classe artística recebeu a pouco a notícia de sua morte através das redes sociais.

Cláudio Falcão - Internet

Artistas, colegas, fãs e admiradores de Claudio Falcão e Ruth Guimarães (mãe do ator) ficaram consternados com a notícia da morte do comediante através das redes sociais. Claudio Falcão tinha 49 anos e uma carreira respeitada na cena brasiliense.


Nascido em Brasília em 1972, Claudio iniciou sua carreira de ator, ainda criança, aos 14 anos de idade, quando participou dos espetáculos “Alguns Medos e Outros Segredos” e “ O Caso Greta”, dirigidos por Fernando Villar. Foi dirigido também por diretores como Hugo Rodas, Irmãos Guimarães, Alexandre Ribondi, entre outros. Como bailarino, participou do grupo Alaya, dirigido por Lenora Lobo. Participou do grupo “A Culpa é da Mãe”, que depois foi intitulado “Os Melhores Do Mundo”. No grupo, atuou em “Romeu e Julieta” e “É a Cara do Pai”. Em 1999 participou, em Amsterdã/Holanda, do curso Emimes Skool. A partir de 2000, assumiu a direção, texto e atuação junto a outros comediantes brasilienses, dos espetáculos de muito destaque no cenário local, como “Primeira Noite de Mary” “O Casamento de Gorete”, Mary Tipo Na Chapaida”, “Mary Tipo na Disney”, "Mary Tipo Em Caldas Novas”, Mary Tipo no Divã”, entre outros.


Por muito tempo "Mary" foi uma personagem conhecida para além dos palcos. Programas de TV locais, quadros de humor, esquetes e entrevistas chamaram a atenção para a moça que falava tudo errado, consolidando seu trabalho no campo da comédia gerada no DF.

Aparições em programas de TV locais/DF

Como autor, diretor e ator, deu vida a outras personagens-tipo, como Gorete e Berenice, sempre abusando de referencias populares na composição de seus solos. Peças como "Tipo Eilas", "Gorete" e "Pérolas de Berenice" ganharam diferentes temporadas ao longo dos anos, fazendo com que o artista fosse querido e respeitado no meio teatral. Além dos palcos, entre os anos de 2000 e 2010 participou do Clube do Humor, da Rádio Transamérica.


Seu último espetáculo foi "Crônico Cômico", uma espécie de celebração após quatro anos de sucesso de um transplante de rim do ator. Cláudio Falcão se utilizou de sua mais eficaz forma de manifestar gratidão pela vida, fazendo curtas temporada desse Stand-Up/Comedy/Espetáculo, apresentado em cidades como Recanto das Emas, Sudoeste e Brasília. Na obra, um reencontro de suas personagens mais famosas e alguns depoimentos pessoais.

Momentos de Cláudio Falcão

Nos últimos meses, com o agravamento da pandemia do cororavirus, foi possível acompanhar o ator pelas lives que realizava cotidianamente em seu perfil do Instagram.


Claudio Falcão morreu nesta segunda-feira, dia 08 de março de 2021, vítima de infarto. A comunidade artística, amigos e admiradores ainda estão elaborando a notícia e, tão logo tenhamos maiores informações, compartilharemos aqui.

Acervo pessoal de James Fensterseifer - Via Facebook

À atriz Ruth Guimarães, mãe do artista, aos familiares e amigos, nosso mais sincero respeito.