top of page

SUENE KARIM E JOSUEL JUNIOR DÃO DICAS SOBRE EDITAIS NO QUADRO "QUEM FAZ ARTE"

A atriz e produtora cultural de Samambaia Suene Karim esteve presente no estúdio do Tailândia Podcast e deu uma verdadeira aula sobre elaboração de projetos em companhia do apresentador Josuel Junior. Juntos, os dois trocaram experiências sobre os bastidores das artes.

Suene Karim e Josuel Junior dão dicas sobre o FAC

Quem trabalha com produção cultural no Distrito Federal sabe que a realidade de quem produz na raça não é fácil, mas ainda assim é prazerosa. A necessidade de aprender, de realizar, de tirar as coisas do campo das ideias e trazer pro jogo prático é o que caracteriza uma boa produção. Suene Karim é uma dessas profissionais que conseguem, numa conversa rápida, desenhar na cabeça a pré produção, a produção e a pós produção de um evento. Sério... converse com ela sobre uma ideia. Ela vai te olhar, vai ficar um tempo caladinha e vai te dizer na prática e na lata se é uma proposta funcional, calculando a conversa em meses, dividindo em funções e contratações, agilizando os pagamentos e pensando na finalização e prestação de contas. Na hora, ela vai saber quanto você pode receber e quanto você pode perder, desde a elaboração da ficha de inscrição até a logística da planilha orçamentária.


Essa visão mais prática, ainda que repleta de romantismo, dá a noção da realidade do trabalho em si e provoca o realizador cultural para que melhore mais e mais, deixando de lado o ego inflado e colocando-se na posição de aprendiz. É sempre uma junção de experimentação, autoconhecimento, desafio e aprendizagem.


Suene começou a vivenciar a atuação teatral aos 17 anos, participando de oficinas e cursos variados, mas na produção cultural ela, literalmente, começou pela necessidade. Trabalhava como secretária em um grande escritório de produção cultural e, por mais que pedisse, não tinha acesso aos textos dos projetos. Assim que saiu de lá, começou a pesquisar sites, textos e projetos diversos, até que conseguiu o trabalho de assistente de produção, isso em 2003. De lá pra cá, aprovou muitos projetos por encomenda em editais culturais. No FAC de 2018 (que foi cancelado e que retorna agora), ela tirou pontuação 100 num dos projetos que escreveu. É mole ou quer mais?


Para Suene, produção cultural nunca é um trabalho feito exclusivamente solo. É um trabalho de equipe, com todas as variações, discordâncias, desalinhamentos e problemas de um grupo de pessoas diferentes. O tipo de produção também é ponto crucial para “dar certo” ou “dar errado”. A produção envolve muitas faces de um mesmo trabalho e ela sabe disso. Suene defende que pra um trabalho dar certo, é preciso ter autoconhecimento e autocrítica e isso, ainda segundo ela, envolve uma ética consigo mesmo e com quem te contrata.


Na entrevista conduzida pelo ator e produtor Josuel Junior, a produtora falou de maneira aberta sobre os desafios, erros e acertos no momento da elaboração e gestão de um projeto, dando uma verdadeira aula sobre os caminhos para conquistar uma vaga em editais culturais,

Suene ensina que estabelecer a divisão temporal de pré produção, produção e pós não garante que o produto vai dar certo, pois isso apenas mostra que o trabalho será feito em etapas que precisam se ajustar, mas todo o resto está ligado a forma como o trabalho é primeiramente entendido, depois executado. Sério... uma tarde de conversa com ela é uma aula de entendimento sobre o que está escrito no projeto e sobre a real execução dele.


O quadro "Quem Faz Arte" selecionou 10 artistas de Brasília e de outros estados para uma conversa franca sobre produção cultural e é realizado por meio da parceria entre o Tailândia Podcast e o Portal Conteúdo. Para alugar o estúdio, que faz preço promocional aos artistas do DF, basta entrar em contato com a equipe por meio do instagram https://www.instagram.com/tailandiapodcast/.

bottom of page