NOVELEIROS (DE SUCESSO) DO INSTAGRAM

Perfis que resgatam a história da teledramaturgia brasileira têm feito sucesso no Instagram com memes, vídeos antigos, entrevistas e muita interação com os seguidores. Saiba quem está por trás desses sebos digitais.


Eles são experts em teledramaturgia brasileira. Sabem exatamente qual cena resgatar no instagram para promover a nostalgia entre os seguidores. Entendem de Odetes, Carminhas e Odoricos e são um sucesso nas redes sociais. Conheça três perfis sobre telenovela que você certamente já segue... e se não segue, vai querer seguir!

Relembrar é viver e eles relembram momentos da TV que marcaram as nossas vidas. Todo dia injetam conteúdo novo com trechos de cenas antigas, fotos e entrevistas com artistas e técnicos. É um universo vasto, que transita entre curiosidades e o resgate de clássicos que todo mundo lembra... Mas tem também os não-clássicos e isso é genial. Se alguém falar de "Avenida Brasil", "O Rei do Gado", "Tieta" ou "Roque Santeiro", estará falando de um senso comum do afeto televisivo brasileiro. Porém, se alguém falar de "Zazá", "Anjo de Mim", "Gente Fina" ou "Quem é você", pode ter certeza: esse é um noveleiro mesmo!


Nos anos 90, esses especialistas de hoje eram crianças e adolescentes. Com um videocassete na estante e várias fitas virgens na gaveta, eles resgataram imagens que foram moldando um método de pesquisa particular. Vale lembrar que até 2005 não havia tantos meios pra se pesquisar a história da TV. Havia sim alguns sites, blogs, revistas de televisão e alguns livros publicados, mas tudo muito tímido. Os almanaques mesmo vieram depois desse período e, a partir daí, foi possível entender melhor sobre cronologia, aspectos técnicos e conceituas (coisas que antes eram restritas à Revista Contigo e ao Vídeo Show, por exemplo).


Um noveleiro "Nutella" vai te dizer que não gosta de "O Rei do Gado" porque acha a narrativa lenta. Já um noveleiro "Raíz" vai concordar que a narrativa é lenta, mas vai falar também das narrativas não-lineares, das fontes de identificação do autor, da compatibilidade de parceria com diretores específicos... Vai falar de "Os Imigrantes", de "Pantanal", da interferência de Luiz Fernando de Carvalho na construção poética de "Renascer" e "Velho Chico", por exemplo. Tudo isso pra explicar essa narrativa menos corrida de "O Rei do Gado" e fugir dos achismos. O noveleiro "Raíz" vai muito além do Vale a pena ver de novo, do Viva ou do Globoplay... Ele sabe buscar na própria memória os recortes que formam a identidade teledramatúrgica nacional.


Pensando nisso, o Portal Conteúdo selecionou três perfis especialistas em teledramaturgia no Instagram para você conhecer:


@Eu_noveleiro

Esse perfil do instagram de novelas é um sucesso. Resgata cenas e vinhetas de abertura, faz debate com o público, promove enquetes divertidas e uma série de stories com curiosidades de tramas nacionais. Os vetores pros Stories e as vinhetinhas de quiz dão aos mais de 75 mil seguidores informações que os mais antigos até conhecem, mas que a nova geração não. Esse é o achado da proposta!


Quem está por trás da ideia é William Paixão, professor de História na Secretaria da Educação de São Paulo e pedagogo na Rede Municipal de Ensino de Indaiatuba. Willliam já foi editor de um site muito famoso no Brasil na década passada: O Tele Dossiê - que contava com um time muito afiado de editores e colunistas que faziam críticas semanais às atrações inéditas e às reprises da época. Sobre ser professor e ser noveleiro, ele comenta:


"Amo lecionar! Sempre puxo sardinha nas minhas aulas para este tema que sou apaixonado. Adoro ler sobre dramaturgia ou livros de historiadores mesmo, para melhorar meu trabalho e me atualizar das discussões acadêmicas. Na adolescência eu já amava o gênero, lia algumas coisas sobre e participava de várias comunidades no extinto ORKUT, mas foi quando entrei na faculdade de História, em 2010, que voltei minhas pesquisas para isso de fato, inclusive o tema do meu Trabalho de Conclusão de Curso foi sobre dramaturgia. Na ocasião, analisei a minissérie 'Anos Rebeles', de Gilberto Braga, e a imagem da Ditadura Militar que a trama veiculava, além da sua possível ligação com o movimento dos "caras-pintadas", que protestavam contra o então presidente Fernando Collor, em 92, ano de exibição da obra. Essa pesquisa e produção fez com que eu percebesse que a nossa teledramaturgia é passível de estudos sim, principalmente em sua influência no cotidiano dos brasileiros desde o seu lançamento no país, nos anos 50. Sem falar no retrato de épocas, né? "

Stories personalizados promovem interação com público.

William entendeu bem a fórmula que atrai seu público alvo, pois tudo é feito com muito esmero:


"Quem nunca viu determinada cena, uma foto de novela ou ouviu uma trilha sonora que não lembrou imediatamente de como estava sua vida no momento da exibição daquela obra? Sempre recebo comentários do tipo 'me lembro que via esta novela com minha mãe, que saudades' ou 'a música dessa novela tocou em meu casamento'. Isso traz o público para mais perto. Quase todo mundo adora relembrar bons momentos."

Discreto, o idealizador do @Eu_Noveleiro gosta de estar "anônimo", deixando a persona do perfil ter maior protagonismo. No entanto, ele sempre deixa transparecer o gosto pessoal na seleção das cenas, fotos e trilhas que compartilha com os seguidores.


"Há críticas também! Não passo pano pra toda novela não. Inclusive, em algumas postagens vejo que gero debates ao revelar minhas opiniões sobre determinadas obras. Então é um mix de William com o @eu_noveleiro, que ficam se cruzando de vez em quando."


E quem segue o @eu_noveleiro?

82% dos seguidores são mulheres! A faixa etária destes seguidores também revela bastante o saudosismo que o público tem: 38% são pessoas entre 35 e 44 anos. Há também o público da faixa entre 25 e 34 anos que representa 23% dos seguidores. A maioria desse público é do Brasil mesmo, mas há também seguidores de Portugal, Angola, Estados Unidos e Rússia, que são países que justamente transmitem novelas brasileiras.


O que o @eu_noveleiro tem assistido em 2021?

"Gente, o Globoplay acabou com minha vida social, né? Com esta história de uma novela ser lançada na plataforma a cada duas semanas, acabo vendo várias cenas ou capítulos aleatórios de diversas novelas. Amo assistir o primeiro capítulo delas, mesmo sabendo as vezes que a trama flopou. Ter essa escolha na palma da sua mão é muito melhor que gravar novelas em DVD como sempre fiz. Neste momento, estou terminando A INDOMADA, que está no Globoplay e uma que encontrei na internet, a maravilhosa novela FORÇA DE UM DESEJO, de Gilberto Braga e Alcides Nogueira. Vejo bastante cinema brasileiro e também nossas séries. Estou acabando DESALMA e esperando ansioso pela segunda temporada, e já me preparando para maratonar FILHAS DE EVA."


@NoveleirosReal

Rei das Lives, o perfil Noveleiros Real alegrou nossa quarentena com entrevistas e curiosidades sobre o universo da televisão brasileira e latino-americana. Desde o ano passado, temos acompanhado algumas entrevistas. Nos impressionou o engajamento o círculo de relações entre o idealizador do projeto, o publicitário Marcos Michalak, e os entrevistados. Tony Ramos, Suzana Vieira, Guilherme Fontes, Daniela Aedo e Ricardo Tozzi são apenas alguns dos nomes que trocaram uma ideia com ele.


Marcos mora em Florianópolis/SC e é um fã do segmento, mas também, um entendedor da linguagem (seja ela técnica, conceitual ou artística). Recentemente, fez um resgate fabuloso sobre "A Viagem", aproveitando o retorno dela na TV, promovendo entrevistas com os artistas participantes da obra.

"Gosto muito de relembrar as novelas e principalmente as que entram no Viva ou Globoplay. Há um ano, quando iniciei as lives, sempre busquei fazer especiais chamando artistas que participaram das obras que estão sendo reprisadas. O repertório vem na hora. Não há nada programado", comenta o publicitário.

O Noveleiros Real promove lives com artistas do Brasil e da América Latina

Numa entrevista recente com Solange Castro Neves, que colaborou com Ivani Ribeiro em "A Viagem", tivemos a impressão de que ele sabia mais dos bastidores da novela do que ela mesma. E isso é maravilhoso, pois dá mais credibilidade ao que o público assiste.


"Amo revisitar! Comprei muitas revistas em sebos, sempre guardei elas, mas também ouço muitas histórias de diretores que entrevisto, autores, atrizes e atores e isso é muito gostoso. Esse trabalho é feito com muito carinho e, ao mesmo tempo, é uma homenagem a eles. Isso tudo é um sonho pra mim. Amo o que faço e vou sempre aprimorar meu perfil de novelas com novidades."

A paixão de Marcos pelo universo da TV vai além das redes sociais. Ele tem várias fotos visitando os estúdios de emissoras brasileras. Está sempre observando, conhecendo como tudo funciona. Seu perfil pessoal é quase um relicário histórico dos bastidores das novelas. Essa relação nos bastidores o ajudou a ter essa credibilidade na promoção de entrevistas com importantes nomes da teledramaturgia. Vale lembrar que o perfil @Noveleirosreal também posta memes, fotos de novelas, vídeos que relembram tramas... Um verdadeiro sebo digital!


E quem segue o @NoveleirosReal?

Pessoas apaixonadas por TV (por novelas, principalmente). Há feedbacks e solicitações para entrevistas com algumas personalidades. O perfil possui interatividade expressiva tanto com crianças, quanto com adultos. No geral, 60% são de mulheres e 40% são de homens

O que o @NoveleirosReal tem assistido em 2021? Na TV: Gênesis, A Viagem, Sítio do Pica-Pau Amarelo, Malhação 1995 e Sassaricando.

No streaming: Vamp, O Bem Amado e Top Model.


@Memória_Teledramatúrgica

216 mil seguidores acompanham diariamente as postagens do "Memória Teledramatúrgica", um perfil que é conhecido por muita gente. Nós, do Portal Conteúdo, acompanhados o idealizador do projeto, Eduardo Conceição, há muito tempo pelo Youtube. Ele faz comentários sobre as tramas, promove entrevistas com artistas, ama LP's de trilhas sonoras e mescla essa paixão nas postagens.


São muitos amigos em comum no segmento de produção audiovisual e de seguidores de produtos e subprodutos de telenovelas. Quando a gente segue alguma hashtag específica de TV, geralmente o Memória Teledramatúrgica aparece como referência. É um resgate de memórias afetivas feito com muito carinho e paixão. O nome disso é sucesso!


"Esse tema é sempre muito interessante... Novelas são uma paixão nacional. Relembrar histórias e personagens nos remetem a memórias individuais de épocas que vivemos. São vários fatores... Eu tento fazer isso com leveza, com imagens maravilhosas, com o meu toque e identidade", comenta o digital influencer Eduardo Conceição.

Curiosidades da TV e Momentos Clássicos fazem parte do perfil.

Por ser um perfil de memória, vemos muitas coisas relacionadas às produções antigas no @memoria_teledramaturgica. Dia desses, ele publicou uma chamada da novela "Quem é você", que, de tão esquecida, é cult. Surge então uma dúvida: Esse resgate, essa pesquisa do material que compõe o perfil, é algo diário? É constante? Há um planejamento da sequência de posts ou tudo isso vem da intuição? Eduardo responde:

"É um trabalho incansável e revigorante! Tento ser uma pessoa organizada, tenho várias coisas anotadas e me planejo muito. É um resgate diário e vou postando de acordo com as sugestões dos meus seguidores ou com o aniversário das novelas."


Morador de Santos/SP, Eduardo sempre foi bastante curioso sobre o universo da televisão e principalmente das novelas. Essa paixão pelo gênero é antiga. Desde criança assistia novela na TV e acompanhva os bastidores pelas revistas. Seu canal no YouTube, junto com as redes sociais, são recentes... coisa se quatro, cinco anos, mas alcançam muita gente.

E quem segue o @Memoria_teledramaturgica?

Prioritariamente, adultos saudodistas que gostam dos produtos audiovisuais da decada de 1980 e 1990.


O que o @Memoria_teledramaturgica tem assistido em 2021?

Voltei a assistir "Vamp". Não resisti. Essa novela mexe com a minha criança.


Acompanhe o Portal Conteúdo e leia na Coluna TV, Cinema e Internet, notícias críticas e novidades sobre a produção audiovisual nacional. Novelas como "Vamp", "Top Model", "Meu Bem, Meu Mal" e "Quatro por "Quatro" já ganharam análises especiais para o leitor que gosta do tema.



As entrevistas com William Paixão, Eduardo Conceição e Marcos Michalak foram realizadas em março de 2021. As fotomontagens foram feitas com base nas publicações das redes sociais.

Créditos das fotos:

William Paixão: Acervo Pessoal

Eduardo Conceição: Agnes Menezes

Marcos Michalak: Ramon Andrade