top of page

LOLLAPALOOZA RECEBE SELO ECAD POR RESPEITAR DIREITOS AUTORAIS

Há 13 anos, festival dá demonstrações de respeito ao trabalho de criadores musicais no Brasil

Há 13 anos, o Lollapalooza Brasil traz atrações de peso para o país e, desde a sua primeira edição, realizada em 2012, o festival respeita os direitos autorais de música, valorizando os compositores. Como agradecimento, neste ano o Lollapalooza receberá o Selo de Reconhecimento do Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição). O festival assinou o contrato para pagar os direitos autorais de execução pública e vão remunerar os autores das músicas que serão tocadas nos três dias desta edição.


O Lollapalooza Brasil acontecerá nos dias 22, 23 e 24 de março, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Nos quatro palcos do festival, o público terá atrações nacionais e internacionais como Blink-182, Arcade Fire, Kings of Leon, Limp Bizkit, Titãs, SZA e Sam Smith.


Quando o Lollapalooza Brasil paga os direitos autorais pelas músicas tocadas durante os dias em que oferecerá atrações ao público, o festival mostra o reconhecimento pelo trabalho dos criadores das canções. Nem todo mundo tem a consciência de que essa é a forma pela qual os autores das músicas recebem os valores em direitos autorais. Muitas vezes, eles não sobem ao palco porque não são intérpretes ou músicos e, por isso, não compartilham o cachê musical, destinado a quem participa dos shows. É em nome deles que o Ecad negocia com os festivais e faz campanhas de conscientização em todo o país. É muito bom ter o Lollapalooza como exemplo do que deveria ser feito por todos os festivais no Brasil”, disse a superintendente executiva do Ecad, Isabel Amorim.


O Selo de Reconhecimento do Ecad foi lançado no ano passado e já foram contemplados festivais e eventos como The Town, Virada Cultural de São Paulo, Expo Carnaval Brazil, Verão Maior Paraná 2024, Natal de Curitiba – Luz dos Pinhais e outros.  Ele é destinado a eventos que respeitam e valorizam o trabalho artístico por meio do pagamento do direito autoral à classe musical. Paralelamente ao selo, o Ecad promove uma campanha voltada para marcas patrocinadoras de festivais.


O objetivo é alertar as empresas, que adotam uma agenda de boas práticas de ESG, sobre alinhar suas marcas a eventos comprometidos com o pagamento do direito autoral para que estejam associadas aos parceiros que cumprem os critérios exigidos pela legislação brasileira, como é o caso do Lollapalooza Brasil.

Komentáře


bottom of page