top of page

GRUPO DE TEATRO CLOWNS DE SHAKESPEARE CELEBRA 30 ANOS COM TEMPORADA ESPECIAL - RJ

Unindo comicidade e reflexões políticas, o premiado grupo de Natal (RN) apresentará a sátira inspirada no clássico texto de Alfred Jarry, “Ubu Rei”

Pela primeira vez em temporada no Rio de Janeiro, o premiado Grupo de Teatro Clowns de Shakespeare apresentará seu novo espetáculo: “Ubu - O que é bom tem que continuar!”, a partir de 9 de março, de quinta a sábado às 19h; e domingo às 18h, no Pátio das Tamarineiras do Sesc Tijuca (Rua Barão de Mesquita, 539, Tijuca). A peça, criada em parceria com os grupos potiguares Facetas e Asavessa, traz os já conhecidos personagens Pai Ubu e Mãe Ubu, do clássico texto “Ubu Rei”, de Alfred Jarry, numa possível continuação da história.

A direção e a dramaturgia são de Fernando Yamamoto. Compõem o elenco Caju Dantas, Deborah Custódio, Diogo Spinelli, Paula Queiroz e Rodrigo Bico. O espetáculo cumprirá temporada até 2 de abril, de quinta a sábado às 19h; e domingo, às 18h.

Em um possível desdobramento da narrativa, Pai Ubu e Mãe Ubu fogem da Polônia e chegam a um novo país na América Latina, a Embustônia. Num impulso maquiavélico, os personagens tornam-se rei e rainha e continuam sua saga insaciável e sem controle por poder. Propondo reflexões sobre o momento político do país e revivendo uma obra atemporal, “Ubu - O que é bom tem que continuar!” também celebra os 30 anos do grupo, um dos mais premiados do Nordeste, vencedores dos Prêmios Shell e APCA, e com passagem pelos mais importantes festivais do país. Esta ainda será a primeira vez que o Facetas e o Asavessa se apresentam no Rio de Janeiro.

E nenhuma semelhança é mera coincidência. Escrita em 2022, a peça surgiu, primeiro, do desejo do Clowns de Shakespeare de trabalhar com os outros dois grupos potiguares, mas também da necessidade de se expressar em meio a um momento político conturbado, no pós-pandemia, com eleições, ataques à democracia e fake news.

“Chegamos ao Ubu após investigar textos, temas e outros pontos de partida para o trabalho. ‘Ubu Rei’ nos bateu muito forte, ainda mais diante daquele Brasil de 2022, com desmandos fascistóides espalhados por toda a América Latina, em especial aqui. No entanto, apesar da força do texto do Alfred Jarry, ele contemplava em partes o que queríamos dizer, e como queríamos dizer. É quando eu proponho escrever esta obra”, afirma Fernando Yamamoto.

Em meio a números musicais, selfies, influencers e cachos de banana, “Ubu - O que é bom tem que continuar!”, que será encenada a céu aberto, traz a já conhecida dinâmica do grupo com muito lirismo, ludicidade e uma investigação teatral focada na presença cênica do ator, na musicalidade da cena e do corpo, no teatro popular e na comédia. O projeto é impulsionado pelo Edital de Cultura Sesc RJ Pulsar.

E apesar de refletir uma realidade tão presente no atual cenário político, a sátira não faz referências aos “personagens” da vida real, dando enfoque à importância de se defender a democracia e à manutenção da mesma.

“É um desafio enorme fazer isso, até porque a tentação de tratar diretamente dessa cultura tosca e absurda que desgovernou o país nos últimos quatro anos é imensa! Mas o que queremos com a obra é conversar não somente com aqueles que já pensam como nós, não nos limitarmos ao conforto de ‘convencer os convencidos’. Espero que consigamos trazer todos os tipos de público para nos ver”, revela o diretor Yamamoto.

Ansiosos para comemorar seus 30 anos e cumprir sua primeira temporada no Rio, o Clowns de Shakespeare promete um espetáculo inesquecível.

“Apesar de já termos ido diversas vezes ao Rio, em festivais e outros projetos, nunca conseguimos fazer uma temporada. Agora, estamos muito felizes em voltar à cidade pela primeira vez desde que paramos pela pandemia, e acompanhados de outros dois grupos parceiros que jamais se apresentaram no Rio de Janeiro! Será uma forma muito bonita de começar o ano em que vamos comemorar nossos 30 anos”, conclui Yamamoto.

A peça tem como ponto de partida os personagens Pai e Mãe Ubu, da clássica obra “Ubu Rei”, de Alfred Jarry, e suas rocambolescas armações em uma insaciável busca pelo poder. Situando-se como uma possível continuação do trabalho de Jarry, “Ubu: O que é bom tem que continuar!” desloca esses personagens para um país/lugar-nenhum com ares latino-americanos. Nesse novo ambiente, Pai Ubu e Mãe Ubu continuarão sua saga alucinada e insaciável pelo poder.

QUEM FAZ

Direção e dramaturgia: Fernando Yamamoto

Elenco: Fernando Yamamoto e compõem o elenco Caju Dantas, Deborah Custódio, Diogo Spinelli, Paula Queiroz e Rodrigo Bico

Assistência de dramaturgia: Camilla Custódio

Figurino e adereços: Marcos Leonardo

Cenário: Fernando Yamamoto e Rafael Telles

Dramaturgia musical: Marco França e Ernani Maletta

Composições: Músicas de Marco França (menos “Marcha da votação”, de Ernani Maletta) e letras de Fernando Yamamoto

Colaboradores musical: Franklyn Nogvaes, Maria Clara Gonzaga, Júlio Lima e Caio Padilha

Produção: Talita Yohana (Tayó Produções)

Assessoria de imprensa: Prisma Colab

Fotos: Tiago Lima e Damião Paz


PROGRAME-SE

Temporada: De 9 de março a 2 de abril de 2023

Horários: de quinta a sábado, às 19h; e domingo, às 18h.

Local: Pátio das Tamarineiras - Sesc Tijuca

Endereço: Rua Barão de Mesquita, 539, Tijuca.

Capacidade: a definir.

Bilheteria - Horário de Funcionamento: De terça a domingo, das 9h às 19h.

Duração: 70 minutos.

Telefone: (21) 4020-2101

Valores: Grátis (PCG), R$7,50 (Credencial Plena), R$15 (meia-entrada) e R$30 (inteira).

Livre.


Comments


bottom of page