top of page
  • Editor

ESCOLAS DE TAGUATINGA, RIACHO FUNDO E GAMA RECEBEM O PROJETO "NA TRILHA DO TEATRO" - DF

O projeto de realização de trilha teatral personalizada entra no mês de maio com mais ações em outras escolas do DF. Confira a programação!

A Cia Burlesca, desde o início de sua atuação em 2008, desenvolve ações com e para escolas públicas, auxiliando no despertar do olhar crítico e consciente do estudante para assistir a um espetáculo e estimulando um diálogo entre espectador e artistas da obra. Essa relação do grupo com as escolas rurais nasceu por meio de diferentes projetos assinados pela Cia. Burlesca, sempre transitando entre a apresentação gratuita de espetáculos, mediações artístico-pedagógicas e ações formativas diversas.


Agora, em 2023, tem realizado uma verdadeira caminhada entre arte-educadoras e estudantes para vivenciar a experiência do teatro... Com uma metodologia que transforma o espectador em sujeito ativo, o projeto proporciona no primeiro momento uma mediação que ajuda o público de estudantes a se familiarizar com a linguagem teatral. O intuito é provocar os estudantes a pensarem sobre o que é, como se faz e porque se faz teatro. Assim, pode-se despertar o gosto pelas artes cênicas e a vontade de conquistar o prazer da autonomia interpretativa em sua relação com o espetáculo. Num segundo momento, após a apresentação da peça, esse trajeto lúdico contará ainda com oficina de musicalizacão com as mesmas turmas – uma expedição completa pelos caminhos do teatro!


Voltado para o público infantil, “O Violinista Mosca Morta”, interpretado por Pedro Caroca e dirigido por Mafá Nogueira, traz à cena a linguagem da palhaçaria e da música, construído pelo humor físico, sem texto falado, em que o palhaço Seu Cocó, em seu primeiro concerto de violino, é importunado por uma mosca que aparece no palco. Trava-se então uma batalha com o inseto e mesmo abalado, o palhaço não desiste e segue até o último compasso, a última nota, o último zumbido.


O espetáculo nasceu em 2018 em uma oficina de criação de números cômicos oferecida pelo diretor, ator e palhaço José Regino. Desde sua estreia no Festival de Teatro de Ubá/MG (indicado a melhor ator e diretor), já realizou diversas apresentações em temporadas, festivais e eventos presenciais e virtuais no DF, GO, PB, SP, CE, MG, Colômbia e Haiti. A escolha pela palhaçaria, do teatro físico e de uma dramaturgia sem palavras como linguagem cênica, amplia o alcance de público, possibilitando a fruição por diferentes tipos de audiências.


Colocar a equipe técnica e artística em contato direto com os estudantes, por meio de uma conversa mediada antes e após o espetáculo, estimula não só a formação de plateias, mas também a formação de potenciais artistas. Será que as respostas às perguntas sobre o teatro serão as mesmas? Que novas perguntas podem surgir? Onde já não tinha cortina, descortinaremos ainda mais o espetáculo, revelando o seu fazer e encurtando ainda mais a distância entre espectador, obra e seus fazedores.


Já o Laboratório de Musicalização favorece o desenvolvimento da sensibilidade e criatividade, da imaginação e memória, concentração e atenção, também contribuindo para a consciência corporal da criança. Por isso, após a apresentação do espetáculo, a música presente no espetáculo “O Violinista Mosca Morta” será motivo para despertar nos participantes o gosto pela música na prática, por meio de brincadeiras e jogos conduzidos pela equipe.


E complementando esta atividade e todas as outras do Circuito, uma cartilha de apoio será produzida especialmente para o projeto com conteúdo lúdico para as crianças aproveitarem durante e depois a realização do projeto, e conceitos que se comunicam com o que foi abordado na preparação, no espetáculo e no laboratório. O projeto conta com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal.


CONFIRA A AGENDA DE MAIO


MATUTINO

Escola Bilíngue Libras e Português- Taguatinga

16/05 - formação e espetáculo

18/05 - musicalização


VESPERTINO

EC Kanegae - Riacho Fundo

16/05 - formação e espetáculo

18/05 - musicalização


EC Córrego Barreiro- Gama

30/05 - formação e espetáculo

01/06 - musicalização


NA TRILHA DO TEATRO

FICHA TÉCNICA

Coordenação Geral: Pedro Caroca

Coordenação de Produção: Julie Wetzel

Gestão Financeira: Marino Alves

Assistente de Produção: Pedro Henrick

Arte-educadores: Lyvian Sena, Patrícia Barros e Pedro Caroca

Direção do espetáculo: Mafá Nogueira

Operação de som: Jullya Graciela

Palhaço Seu Cocó: Pedro Caroca

Artista Gráfico: Nara Oliveira

Fotógrafo: Webert da Cruz

Assessor de Imprensa: Josuel Junior

Intérprete de Libras: Tatiana Elizabeth

Comentários


bottom of page