top of page

“CUCARACHA E THEOBALDA: O MUNDO NÃO SERÁ O BASTANTE”ENCERRA TEMPORADA NO SESC TIJUCA.

O espetáculo traz o reencontro de duas palhaças que sonham em ser divas da música.

Foto: Renato Mangolin

O espetáculo “CUCARACHA E THEOBALDA: o Mundo Não será o Bastante”, encerra a sua temporada de estreia no próximo dia 20. Sessões de quinta a sábado às 19h e domingos às 18h. Inspirada na estética da era da Disco Music, cheia de cor, brilho e maquiagem forte, a montagem homenageia o universo do circo, da palhaçaria clássica e dos icônicos shows musicais.


Tudo começa com o mundialmente (no imaginário delas) aguardado reencontro das artistas Cucaracha e Theobalda, que irão se apresentar em um show musical permeado por situações irreverentes. No repertório de sucessos, hits autorais que misturam rock, POP, samba, MPB, tango e melódicos latinoamericanos.

Mas o grande sonho de serem as divas dos palcos esbarra em uma angústia genuína: será que depois de tanto tempo afastadas por causa da pandemia elas ainda sabem estar juntas em cena? Será que elas ainda se reconhecem? Questões que essas duas artistas e amigas só vão conseguir superar no palco.


“Temos o universo dos shows e das divas das canções para brincar em cena. Desta maneira, equipamentos musicais como microfone, pedestais, cabos, fios, tornam-se elementos cômicos para os números”, destaca Florencia Santangelo. “É um espetáculo, sobretudo, pautado na relação das duas artistas e os assuntos que as cercam, como fama, amizade, dificuldades da profissão, similitudes e diferenças. É um espetáculo que fala sobre a sororidade entre essas duas amigas e parceiras se ajudando em cena, de forma sincera e sem passar pano uma para outra. Tudo isso com um pouco de drama e com muito humor”, finaliza.


A direção fica a cargo de Fábio Freitas, integrante do Teatro de Anônimo, grupo que fundamenta sua pesquisa artística no universo da comicidade, da cultura popular e do circo. “Uma alegria imensa levar para cena a relação de duas mulheres que sonham e se desafiam para fazer acontecer esse sonho. Poético, cômico, mágico e caótico, como os universos criados pela palhaçaria costumam realizar”.


Para essa criação, Raquel e Florencia se inspiraram em bandas e cantoras clássicas como Gal Costa, Rita Lee, Cher, Abba, Novos Baianos, As Frenéticas, entre outras. Artistas da cena atual também entram nessa lista como as cantoras Céu e Duda Beat.


Na obra, Cucaracha e Theobalda se reúnem para o seu grande reencontro. Um show musical com todos os hits do seu vasto repertório, onde irão cumprir seu sonho de divas da canção. Porém, elas têm atravessado um longo tempo distanciadas. Será que ainda se reconhecem? Será que ainda sabem estar juntas? Será que ainda existe harmonia em seus pequenos rituais cotidianos? Um show onde tudo pode acontecer.

PROGRAME-SE

CUCARACHA E THEOBALDA: O mundo não será o bastante

Data: 27 de outubro a 20 de novembro de 2022

Horários: Quinta a sábado, 19h e Domingo 18h

* Excepcionalmente teremos sessão dupla no dia 18/11 às 17h

Local: Sesc Tijuca. Teatro 02.

Ingressos: Grátis (PCG), R$ 7,50 (Credencial Plena), R$ 15 (meia entrada) e R$ 30 (inteira)

Endereço: Rua Barão de Mesquita, 539. Tijuca

Horário de Funcionamento da bilheteria: De terça a sábado, das 9h às 19h e Domingo, das 9h às 18h.

Classificação indicativa: livre

Gênero: circo/comedia/musical

Duração: 60 minutos

Lotação: 44 lugares


CUCARACHA e THEOBALDA

A dupla Cucaraha e Theobalda (Florencia Santangelo e Raquel Theo) como diz o escritor Júlio Cortázar “andavam sem se buscar, mas sabendo que andavam para se encontrar”. Trajetórias próximas, amigos e mestres em comum as uniam, mas de fato o encontro mais forte foi num espetáculo em que Florencia fez uma substituição e Raquel fazia parte do elenco. Muita bobagem e sonhos em comum as levaram a se apresentar juntas em 2019, num encontro Circense. A agenda de 2020 começou a se desenhar quando a pandemia mandou ficar em casa. E elas ficaram, mas não deixaram de trabalhar, de rir e se encontrar, mesmo à distância. Assim nasceu uma série de vídeos que foram publicados entre maio e julho de 2020 e que, posteriormente, foram selecionados por diversos festivais online de circo, comicidade e palhaçaria, entre eles o Festival Mundial de Circo. Entendendo a potência do seu encontro e o grande impacto no público, criaram em 2020 o projeto da Webserie “Um novo olhar para o lar”, contemplado pela Lei Aldir Blanc de Petrópolis, que teve sua estreia em 2021. Com esse novo espetáculo cumprem o sonho do reencontro presencial, junto a uma ficha técnica de talentosos e experientes artistas com os quais teceram ao longo dos últimos anos uma rede de afetos e de criação.

QUEM FAZ

Atuação: Florencia Santángelo e Raquel Theo

Direção: Fábio Freitas

Dramaturgia: Florencia Santángelo, Raquel Theo e Fabio Freitas.

Direção musical: Rodrigo Sestrem

Preparação vocal: Drica Piccolo

Coreografias: Andrea Jabor

Desenho de Luz: Aurélio Oliosi

Operador de luz e som: Silvio César Costa

Cenário: Beatriz Peregrino

Cenotécnico: Dodô Giovanetti

Figurinos: Raquel Theo

Técnico de som: Fernando Capão

Assistente de figurino: Anna Fernanda

Visagismo: Vitor Martínez

Programação visual: Caick Carvalho

Fotografia: Renato Mangolin

Assessoria de imprensa: Lyvia Rodrigues (Aquela que Divulga)

Direção de produção: Florencia Santángelo e Raquel Theo

bottom of page