top of page

50 ANOS SEM DALVA DE OLIVEIRA

“Bandeira branca” foi a música gravada pela artista mais tocada nos últimos anos no Brasil.

Uma das eternas rainhas do rádio, Dalva de Oliveira marcou a música brasileira nos anos 30, 40 e 50 por sua interpretação musical e sua impressionante extensão vocal. Há 50 anos, no dia 30 de agosto de 1972, o país perdia a artista conhecida como "Rouxinol do Brasil". Para relembrar seus sucessos, o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) fez um estudo sobre as músicas que Dalva deixou gravadas como intérprete e que mais tocaram nos últimos cinco anos no país.

"Bandeira branca" ficou na liderança do ranking. A música, de autoria de Laércio Alves e Max Nunes, foi um dos grandes sucessos da artista. No top 3, ficaram também “Que será”, de Mario Rossi e Marino Pinto, e “Ave Maria no morro”, de Herivelto Martins.

Dalva de Oliveira tem 227 gravações cadastradas na gestão coletiva da música. Os herdeiros da cantora recebem os direitos autorais pela execução pública de suas músicas, pois esse pagamento é assegurado por 70 anos após a morte do autor (ou do último autor, em caso de parcerias), conforme determina a lei do direito autoral (9.610/98).

Ranking das músicas gravadas pela Dalva de Oliveira como intérprete mais tocadas nos últimos 5 anos nos segmentos de execução pública de Rádio e Casas de Festa e Diversão

1 - Bandeira branca - Laercio Alves / Max Nunes

2 - Que será - Mario Rossi / Marino Pinto

3 - Ave Maria no morro - Herivelto Martins

4 - Hino ao amor - Edith Piaf / Odair Marsano / Magda Viano

5 – Segredo - Herivelto Martins / Marino Pinto

6 - Tudo acabado - Oswaldo Martins / J. Piedade

7 - Máscara negra - Zé Keti / Pereira Mattos

8 - Estrela do mar - Marino Pinto / Paulo Soledade

9 - Lencinho querido - Gabino Coria Penaloza / Juan De Dios Filiberto / Maugeri Neto

10 - Estão voltando as flores - Paulo Soledade

Comentários


bottom of page