top of page

VINCENT VILLARI E SUA ANÁLISE PRIMOROSA DAS TRILHAS SONORAS DE NOVELAS

O autor de novelas é também um especialista em trilhas sonoras. Seu canal de Youtube já se tornou um verdadeiro deleite para os fãs do gênero.

Vincent Villari com uma capa fan made da trilha de Xica da Silva - Reprodução: Instagram

Com um disco na mão e várias referências bibliográficas na cabeça, o autor Vincent Villari aderiu às redes sociais e já entregou um conteúdo de qualidade logo de cara! O que começou de maneira tímida, hoje já agrada aos diferentes gostos de queridas, querides e queridos seguidores ansiosos por suas análises de trilhas sonoras de novelas.


Colecionador nato, Vincent é o responsável por manter a cotação de exemplares de discos de vinil altíssima no mercado de colecionadores. Isso porque ele nunca tem um único exemplar de um álbum de novela lançado... são vários! Se colocasse à venda seus LP's, hoje acharíamos o disco "A Indomada Volume 1" a preço de banana no Mercado Livre. Sabe por que é difícil achar? Porque está tudo na casa dele! A inflação e a especulação do vinil brasileiro é altíssima e agora sabemos o porquê.


Brincadeiras à parte, Vincent Villari despontou no Instagram e no Youtube depois de longos anos dedicados à escrita de novelas de TV. Começou na oficina de roteiristas da Globo em 1995, entrou na equipe de colaboradores de Maria Adelaide Amaral em 1997, contribuindo na pesquisa do remake de "Anjo Mau" e seguiu o trabalho com "A Muralha", "Os Maias", "A Casa das Sete Mulheres", "Da cor do pecado", "Cobras e Lagartos", "A Favorita" e "Ti ti ti". Como autor principal, escreveu "A Lei do Amor" e "Sangue Bom". Seu último trabalho na Globo foi como colaborador da bem sucedida "Todas as Flores", de João Emanuel Carneiro.

Bastidores das gravações na discoteca do autor. Reprodução: Instagram

As análises feitas pelo profissional são assertivas e curiosas. Além de levantar análises semióticas das novelas, ele detalha particularidades das trilhas sonoras, item a item, estimulando uma intimidade com os seguidores que também gostam de colecionar ou de ver TV.


Foi através de uma análise de um de seus vídeos (mais precisamente sobre a Trilha de "Araponga"), que descobrimos que os artistas recebiam 2 mil dólares para estarem nas capas das trilhas - um mistério que sempre embalou a imaginação de noveleiras, noveileires e noveleiros do Brasil. Informações preciosas que só um colecionador de verdade poderia conhecer. Aliás, ele sempre compartilha registros da infância em que discos de novelas faziam parte do cenário, ou seja: há conhecimento de causa!


Além de autor de novela, o profissional escreveu com Guilherme Bryan o livro "Teletema: A História da Música Popular Através da Teledramaturgia Brasileira - Vol 1 1964 a 1989", lançado no final de 2014 - o que comprova que a pesquisa vai muito além dos 20 minutos dos vídeos compartilhados semanalmente em seu canal, que também conta com entrevistas com artistas e comunicadores.

Canal de Youtube de Vincent Villari faz sucesso - Reprodução: Internet

Para quem ama o universo das novelas e de suas trilhas, vai por nós... o Canal de Vincent VIllari é uma plantação inteirinha de xib.... de boas curiosidades!


PROGRAME-SE

Comentários


bottom of page