TEM LIVRO BOLANDO NA MESA LANÇA QUARTA TEMPORADA

Tem Livro Bolando na Mesa busca amplificar vozes diversas no universo literário. Nova temporada apresenta produções selecionadas através de convocatória nacional, com textos de pessoas LGBTQIA+, pretas, indígenas e mulheres

Foto: Luisa Dominici

Em julho, o podcast Tem Livro Bolando na Mesa lança a sua quarta temporada em todas as plataformas de streaming. Criado e produzido em Brasília, o projeto promove a leitura de textos que se debruçam sobre a temática da descolonização, buscando amplificar a diversidade de vozes no universo literário. É para ler ouvindo e ouvir lendo! Esta nova temporada apresenta seis textos escritos por pessoas autoras LGBTQIA+, negras, indígenas e mulheres de todo o Brasil. Além da leitura veiculada nos episódios do podcast, o projeto realizará duas rodas de conversa online, reunindo o público e as pessoas autoras participantes. A primeira roda é no dia 5 de julho.


Os seis textos que compõem esta quarta temporada foram selecionados por meio de convocatória nacional, realizada durante o mês de junho. O podcast recebeu 116 inscrições, abrangendo 15 estados, que passaram por uma curadoria composta por mulheres artistas do DF, com a colaboração do pai de santo e zelador de Nkisi Tata Ngunzetela e da pedagoga e escritora Jussara Seidel. “Vários textos foram viscerais, relatos de aspectos profundos. Localizada no fato de que ser, existir, estar e se manifestar é político, aprofundei o compromisso de amplificar a escuta qualificada para vozes que vieram de vários lugares do Brasil”, comenta Fernanda Fontoura, idealizadora do projeto e participante da curadoria.


Do Distrito Federal, foram selecionados três textos: “eu trago em meu peito esta profecia”, da escritora, publicadora e designer diana salu; “Cabe”, da poeta, performer e escritora Nanda Fer Pimenta; e “Nasci rio, me represaram mulher”, da artista, doula e designer Rafaela Kalaffa. Do Ceará, será lido “travesti, corpa.design”, escrito pela preta travesti, multiartista e mestranda em Antropologia Social ewa nïara. De Goiás, a artista visual, cantora/compositora e mestra em Antropologia Iêda Figueiró nos apresenta “Receita de coração à Lua Nova”. Do estado da Bahia, será lido “O legado”, da autora indígena e graduanda em Enfermagem Itayná Ranny Tuxá.


Veiculação streaming e rodas de conversa

Todos os textos participantes foram gravados pela voz de Fernanda Fontoura e serão veiculados em áudio e vídeo, através das principais plataformas de streaming. A versão em vídeo contará com interpretação em Libras e legendas em português e, em seu roteiro, apresentará o cotidiano de uma mulher ao ler e ser atravessada por essas leituras. Os seis episódios serão lançados em dois blocos: um no dia 10 de julho e outro no dia 19. Antes, serão realizadas duas rodas de conversa online para leitura dos textos, abertas ao público e com a presença das pessoas autoras. As rodas terão uma abordagem psicodramática e acontecem nos dias 5 e 13 de julho, via videoconferência. As inscrições estão abertas através de formulário online, disponível no perfil @espiralcriativooficial.


Histórico do projeto

Tem Livro Bolando na Mesa nasceu em 2020, dentro da rotina da psicóloga, cantora e artevista Fernanda Fontoura. Atuando como professora universitária durante a pandemia do Covid-19, Fernanda buscava meios para sensibilizar os estudantes e minimizar os impactos provocados pelo distancimento social. Dessa forma, começa a promover leituras de textos decoloniais, buscando romper com a hegemonia masculinista, cisheteronormativa e eurocêntrica presente no universo literário. O meio encontrado para encurtar distâncias foi a veiculação das leituras em plataformas streaming de áudio e vídeo e em rodas de conversa via videoconferência. Logo, o projeto ultrapassou as margens da universidade e foi aberto ao público em geral, alcançando 21 estados brasileiros e 23 países. O nome do projeto foi inspirado em uma fala de Tata Ngunzetala, que disse: “deixo livro bolando na mesa pra ver se os filhos de santo leem, minha filha”.


Fernanda Fontoura - Idealizadora

Cantora, artevista, produtora, poeta, psicóloga, psicodramatista e educadora. Mãe de dois filhos, é mulher cis e bissexual, não monogâmica, nascida em Brasília e criada em São Luís do Maranhão. É fundadora do Espiral Criativo, espaço de acolhimento onde estuda e vivencia temas ligados à artesania dos afetos, decolonialidade das relações e Ecopsicologia. De 2017 a 2018, foi artista residente na Casa Ipê, em Ceilândia, onde realizava sarau semanal com perspectiva feminista. Atualmente, atende como terapeuta na área clínica e social com abordagem psicodramática e coordena o projeto Tem Livro Bolando na Mesa.


PROGRAMAÇÃO - RODAS DE CONVERSA


Primeira roda - 05 de julho

“eu trago em meu peito esta profecia” - diana Salu (DF) “Nasci rio, me represaram mulher” - Rafaela Kalaffa (DF)

“Receita de coração à Lua Nova” - Iêda Figueiró (GO)

Segunda roda - 13 de julho

“travesti, corpa.design” - ewa niara (CE)

“Cabe” - Nanda Fer Pimenta (DF)

“O Legado” - Itayná Ranny Tuxá (BA)


PROGRAME-SE Podcast Tem Livro Bolando na Mesa - 4ª temporada

Rodas de conversa online Quando: 5 de julho (10h às 11h) e 13 de julho (15h às 16h) Inscrições: https://www.instagram.com/espiralcriativooficial Lançamento nas plataformas de streaming QUANDO: 10 e 19 de julho Áudio: https://open.spotify.com/show/3sNp2BQOJ2Y8kTSfo6k9ml Vídeo: www.youtube.com/channel/UCDRQ0JGMPOgdWxmO1Owoahw

EQUIPE TÉCNICA

Coordenação geral: Fernanda Fontoura

Coordenação administrativa: Kessy Freire

Produção executiva: Lélia de Castro

Direção artística: Thabata Lorena

Designer: Lara Silva Santos Produção e direção audiovisual: Rhayane Maiara

Captação de imagens: Tamires Mendes Intérprete de Libras: Bárbara Barbosa

Revisora de texto: Maisa Cunha Pinto

Assessoria de comunicação e fotografia: Maria Luísa Dominici

Assessoria de imprensa: Keyane Dias


AS MAIS LIDAS DA SEMANA...