REGIONAL SEGURA ELAS FAZ SUCESSO PELO DF

O Regional Segura Elas é um grupo de choro prioritariemente composto por mulheres que tem feito muito sucesso com shows de chorinho feitos pelo DF.

A música uniu e une as participantes do Regional Segura Elas cotidianamente, além de incentivar mulheres de todas as idades à prática musical por meio do trabalho desenvolvido por Ana Flávia, Any, Iza, Karol e Nathália.


Ter um grupo de chorinho no Brasil de 2022 é algo muito importante pelas novas narrativas da indústria cultural. O nome do grupo também traz originalidade e marca presença.

"Esse nome surgiu a partir da sugestão da nossa pandeirista, a Nathália, que se recordou do choro "Segura Ele" do Pixinguinha. Então, decidimos fazer uma referência a esse choro e ao seu compositor, o maior chorão de todos os tempos", comentam as integrantes.

O Regional Segura Elas é um grupo brasiliense de Choro formado em 2017 na Escola de Música de Brasília. Em seus quatro anos de estrada, tem participação significativa em eventos nacionais e internacionais, como o Sofar Sounds Brasília, Choro Fest New York City, Bandolim Solidário, entre outros. Característico por seus arranjos inovadores no repertório de Choro, além de composições, o Segura Elas é voltado à prática coletiva criativa e engajada, protagonizado inteiramente por musicistas brasilienses. Formação e integrantes: Ana Flávia Rodrigues - Violão 6 cordas Any Lopes - Flauta transversal Iza do Cavaco - Cavaquinho Karol Cass - Violoncelo Nathália Marques - Pandeiro e percussões "O choro é um gênero genuinamente brasileiro que surgiu no período colonial e resiste até os tempos atuais por meio da participação ativa dos músicos que se dedicam à prática do gênero. Seja pela participação nas rodas de choro, pelas gravações e apresentações em shows, o ritmo musical se propaga e conquista novos amantes a cada dia", explicam.

Recentemente, o grupo participou do Peça Show, um evento de multilinguagens realizado no Complexo Cultural Samambaia. A participação no projeto se deu através de voto popular pela internet.


"Trazer essa experiência para Samambaia e outras RAs é contribuir para que o Choro siga vivo, incentivando novas pessoas de qualquer gênero, classe social e/ou idade a ingressarem nessa prática", defendem as integrantes. Agora, depois do Peça Show, o Regional Segura Elas irá investir no processo criativo e composicional, trazendo para o público o nosso trabalho autoral por meio de shows e outros projetos que estão por vir.

AS MAIS LIDAS DA SEMANA...