"(r)e_c0L3t4: C40S P4R4D0XAL" COM A PERFORMER GUMA JOANA

Artista também exibe um desfile-performance composto por roupas criadas por ela. Com performers e equipe técnica majoritariamente trans, Guma oferece lives para propor discussões sobre representatividades e diferentes trajetórias políticas.

Foto: Sladká Meduza

Na performance (r)e_c0L3t4: C40S P4R4D0XAL (17 a 22 de junho, 20h), a artista travesti Guma Joana estabelece uma triste relação entre o descarte de materiais e de corpos. Para a criadora, não é apenas coincidência que o Brasil seja o líder mundial nos rankings de países que mais matam a população trans e também dos que mais descartam lixo de forma inapropriada. A artista também apresenta D3SD1T4 #02 (2 a 4 de julho, 20h), uma performance curta composta por oito pessoas trans (travestis, transmasculinos e não bináries) que desfilam vestindo cerca de 30 peças criadas por Guma a partir de materiais recicláveis e designs não-convencionais. A equipe técnica desse desfile-performance é assinada integralmente por pessoas trans que irão conversar com Guma na série de lives Representatividade Trans e Trajetória Corpa-Política, que ocorre de 27 de junho a 1º de julho, 21h. As performances serão exibidas pelo canal de Youtube da Movicena Produções e as lives pelo Instagram @movicena_producoes. O projeto foi contemplado no Edital PROAC EXPRESSO LEI ALDIR BLANC 37/2020.

O trabalho - que vem sendo desenvolvido desde 2020, quando Guma foi artista-residente no mOno_festival, do grupo de teatro 28 Patas Furiosas - foi ressignificado a partir da própria experiência de tê-lo apresentado na sede do grupo. Na primeira versão, os materiais mais utilizados pela artista eram plásticos e papéis. Agora, a investigação avançou também para os metais e alumínios.

Os elementos escolhidos para (r)e_c0L3t4: C40S P4R4D0XAL também carregam, em suas materialidades, metáforas sobre como os corpos trans são tratados em nossa sociedade, por serem afiados, cortantes e resistentes. Em sua performance, Guma também não prescinde da discussão sobre o meio ambiente, que revela uma grande irresponsabilidade da parte das pessoas.

Enquanto (r)e_c0L3t4: C40S P4R4D0XAL assume um lugar de protesto e indignação, D3SD1T4 #02 parte da indignação para chegar em um outro lugar: o de exaltação às pessoas trans, "de valorização das nossas corpas", ressalta Guma. Nessa performance-desfile, oito artistas trans (travestis, transmasculinos e não bináries) desfilam com cerca de 30 roupas criadas por Guma. Suas caminhadas se alternam entre as ruas da cidade de São Paulo e o porão do Centro Cultural São Paulo, espaço que foi equipado com luzes e estruturas que endossam mais a elegância e potência desse desfile.


A luta para inserir pessoas trans em toda cadeia de produção artística também se tornou o assunto central que vai guiar uma série de lives entre Guma Joana e a equipe criativa do projeto. As conversas, bem como as duas performances, serão exibidas de graça pelo canal de Youtube da Movicena Produções.


Sobre a artista

Guma Joana é artista travesti residente da cidade de São Paulo e se expressa através das artes visuais e corporais. Possui DRT específico de bailarina. Iniciou seus estudos com a dança em 2013 frequentando aulas de balé clássico e hip hop. Em 2016 teve sua primeira experiência profissional integrando o grupo Cisne Negro (onde obteve certificação pela Royal Academy of Dancing) permanecendo lá até dezembro de 2018. No ano de 2019 passou a integrar a Cia Carne Agonizante, direção de Sandro Borelli. Foi uma das residentes do CRDSP (Centro de Referência da Dança de São Paulo) durante o primeiro semestre de 2020, onde teve espaço para investigar novas possibilidades de corpo e dar continuidade à pesquisa individualmente.

QUEM FAZ

(r)e_c0L3t4: C40S P4R4D0XAL

Direção e interpretação: Guma Joana Direção de fotografia: Sladká Meduza (DAFB) Operação de câmera: Sladká Meduza e hiperlinque Assistência de câmera: hiperlinque Design de luz e assistentes: Wagner Antônio, Douglas de Amorim e Dimitri Luppi Slavov Trilha sonora: Fornazier Figurino e instalação cênica: Guma Joana Produção: Jota Rafaelli (MoviCena Produções) Assistente de produção: Fellipe Oliveira Designer gráfico: Kala Maria Assessoria de imprensa: Canal Aberto Agradecimentos especiais: Yorhan Pires, Espaço Cia da Revista e Celso Reeks


D3SD1T4 #02

Direção de arte: Guma Joana Direção de fotografia: Sladká Meduza (DAFB) Performers/modelos: Audre Verneck, Bárbara Britto, Céu Anselmo, Guma Joana, Maria Demônia, Okofá e Pedrx Galiza Operação de câmera: Sladká Meduza, hiperlinque Assistência de câmera: Berro Rrobe Criação de figurinos: Guma Joana Trilha sonora: Fornazier Produção: Jota Rafaelli (MoviCena Produções) Assistente de produção: Fellipe Oliveira Designer gráfico: Kala Maria Convidadas lives: Audre Werneck, Bárbara Britto, Lua Negra, Pedrx Galiza e Okofá Assessoria de imprensa: Canal Aberto Agradecimentos especiais: Centro Cultural São Paulo. Yorhan Pires e Lua Negra

PROGRAME-SE

Exibições gratuitas pelo Youtube da Movicena Produções: https://www.youtube.com/movicenaproducoes

(r)e_c0L3t4: C40S P4R4D0XAL De 17 a 22 de junho, às 20h Duração: 30 minutos | Recomendação: Livre

D3SD1T4 #02 De 2 a 4 de julho, às 20h Duração: 5 minutos | Recomendação: 14 anos

>>> Lives Representatividade Trans e Trajetória Corpa-Política<<< No Instagram do Movicena: @movicena_producoes De 27 de junho a 1 de julho, às 21h