top of page

QUEM APRESENTA O SHOW "QUEM DIRÁ" NO GALPÃO LADEIRA DAS ARTES, NO COSME VELHO - RJ

Com participação especial de Maíra Freitas, espetáculo acontece no dia 16 de novembro, quinta-feira, e marca o lançamento do primeiro álbum da carreira da multiartista

Foto: Luan Bento

A multiartista Quel sobe ao palco do Galpão Ladeira das Artes, no Cosme Velho, para apresentar o seu primeiro álbum, “Quem Dirá”, no dia 16 de novembro, quinta-feira, a partir das 19h. Com direção musical de Érica de Paula, o show contará com a participação especial da cantora e compositora Maíra Freitas.

Com colaborações de Laila Garin, Maíra Freitas, Jonathan Ferr e Coral Canta Piá, “Quem Dirá” combina a voz da jovem cantora com referências ancestrais e atuais de brasilidade, buscando arranjos percussivos, mesmo para os instrumentos harmônicos. Composto por sete faixas autorais, conta com quatro produtores musicais: a pianista Maíra Freitas, idealizadora do projeto “Jazz das Minas”; o percussionista Guilherme Kastrup, produtor de “A mulher do fim do mundo”, de Elza Soares; o multi-instrumentista Beto Lemos, diretor musical da companhia Barca dos Corações Partidos, e Érica de Paula, que além da parceria na produção musical em todas as faixas, faz a direção musical do álbum marcado pela pluralidade estilística dos arranjos. O espetáculo terá as músicas do disco e de outros projetos de Quel.

"Eu vejo a música como um meio de comunicação potente. Em “Quem Dirá”, abordo questões do mundo a partir da minha vivência pessoal. Ter o mundo contado a partir da vivência de uma mulher negra é transformador. Uma pessoa ouvir o que eu falo, se identificar e pensar sobre, é transformador", conta Quel.

Múltipla e única

Cantora, compositora e atriz, Quel explora a pluralidade também nas múltiplas possibilidades de fazer a arte. O início da caminhada se deu pela música, aos 13 anos, fazendo aulas de violão e depois, de canto. A partir dali, fez sua estreia como vocalista no grupo “DC3”, formado só por meninas, onde ficou por três anos até criar outra banda, “Ubatuque”, com os amigos de escola Theo Bial, Pedro Mansur e OgrowBeats. As parcerias com Theo e Ogrow permanecem até hoje.

Depois da “Ubatuque”, ela começou a investigar o universo do teatro musical com a companhia “Cine em Canto” (da qual segue participando), com a qual fez os espetáculos “Clássicos do Cinema Infantil” e “Meu Caro Barão”. Na mesma época, entrou na universidade e ingressou como vocalista da Bateria da PUC, com a qual cantou no bloco Filhos da PUC de 2016 a 2022. Em 2019, apresentou-se em todos os dias do festival Rock in Rio com o grupo argentino Fuerza Bruta. No ano seguinte, começou a expor suas composições com os singles “Cor do Meu Batom” e “Os Pelo da Cara”.

Em 2021, teve a oportunidade de explorar suas diferentes facetas no teatro com o musical “Zaquim”, no qual participou como elenco, compositora e instrumentista. Com a peça, venceu o Prêmio CBTIJ na categoria “Música Original” e foi indicada na categoria “Coletivo de Atores e Atrizes”. Já em 2022, deu sequência ao trabalho musical solo com o lançamento do single “Tu Não Me Tira”.

Vitor Novello em “À Beça”

A noite também contará com o show do multiartista Vitor Novello, que apresentará o repertório do seu primeiro álbum, “À Beça”, lançado em maio. No show, com direção musical de Beto Lemos, o compositor faz um convite aos sentidos para que experimentemos sair do saber cotidiano por um momento, além de interpretar covers da MPB.

PROGRAME-SE

Data e horário: dia 16 de novembro, quinta-feira, a partir das 19h

Local: Galpão Ladeira das Artes - rua Conselheiro Lampreia, 225, Cosme Velho

Entrada: R$ 30

Redes sociais:

Para conferir “Quem Dirá”, acesse https://bfan.link/quem-dira

Opmerkingen


bottom of page