© 2019 - Conteúdo - Portal de Cultura e Arte de Brasília e do Brasil

 Editado por Josuel Junior e colaboradores       I     Web Designer: Caio Almeida

  • Instagram B&W

Para sugestão de pauta, envie release o e-mail:

falecomportalconteudo@gmail.com

  • Josuel Junior - Editoria

PRECISAMOS FALAR DE... MÁRCIO MINERVINO

Formado na UnB, ele é ator, diretor e roteirista. Com a comédia na veia, é figura constante no teatro e na televisão. Atualmente, está desenvolvendo uma oficina de teatro na Casa dos Quatro, em Brasília. Precisamos falar de Márcio Minervino.

Foto: Diego Bresani

Conheci Marcio Minervino pelos anúncios das peças dele no Orkut. Eram peças da Companhia de 4 Naipes - que tempos depois mudou de nome para De 4 é Melhor. Como eu fazia faculdade de cênicas, havia um preconceito em assistir espetáculos do gênero. Na verdade, é um preconceito que existe ainda hoje sobre a comédia em si. Ninguém sabe explicar porque, mas volta e meia olhamos alguém reproduzir um discurso pejorativo sobre as obras do gênero.


Na contramão do colegas da faculdade, resolvi assistir uma das peças do De 4 é Melhor com Marcio no elenco. Essa peça se chamava "De volta aos anos 90". Eu li uma matéria sobre ela no jornal e soube que falariam de personagens e situações da cultura de massa da década. Já me interressei. O cartaz lembrava o filme "De volta para o futuro" e numa das entrevistas do grupo vi que iriam fazer uma espécie de esquete ao vivo com o público, que poderia escolher uma personagem dos anos 90 pra "eliminar", algo assim. No páreo, estavam Tonho da Lua (Mulheres de Areia), Faustão e Maria Joaquina (Carrossel). Ahhhh, não! Mexeu com "Carrossel", mexeu comigo! Achei isso uma afronta e fui assistir a peça com um LP da novela para defender a Maria Joaquina. Calma, leitor... eu sei que parece que esse texto não tá fazendo muito sentido, mas é a mais pura verdade. Fui na peça pra falar mal dela e acabei participando como o doido do disco do Carrossel que se levantou no final dizendo que isso injusto boicotar Maria Joaquina. Eis a força da comédia!


Passada a ira, fui assistindo mais espetáculos na cidade e o Marcio Minervino era sempre uma figura que estava fazendo algo na capital. Até que um dia vi o compartilhamento de um vídeo no youtube. Um vídeo que tem muitos acessos por sinal. Chama-se "Como descobrir que seu amigo é gay". Cara... é estranho, é peculiar, mas não é que eu ri muito disso?

Márcio Minervino e Bernardo Felinto no icônico episódio do youtube

A carreira de Márcio começa bem antes desses trabalhos que citei, claro. Lembro, inclusive, que tinha uma peça bem popular da Companhia B. de Teatro de Brasília-DF em que ele participou na época de diplomação. Era "Páginas Amarelas", dirigida por Kenia Dias. Nascida na UnB, a obra se profissionalizou e foi muito popular na cidade. Quem era estudante de cênicas sempre ouvia falar dela como um exemplo bem sucedido de uma peça nascida em ambiente acadêmico e que gerou bons resultado depois. Mas vamos lá...


Márcio Minervino é ator, diretor e roteirista. Formado na UnB e ator há mais de 20 anos, participou de montagens com diretores de reconhecimento nacional como Hugo Rodas e Antonio Abujamra. Ele fez participações em programas e novelas da Rede Globo, tais como "Zorra Total", "Fina Estampa", "Êta Mundo Bom", "Babilônia" e "Rock Story". Tem até uma situação inusitada...Quando passou a cena dele em "Rock Story", por coincidência eu estava em casa na hora e comentei com minha mãe que ele era um cara de Brasília e que o conhecia e tal. Na hora, ela me olhou e disse: "Ahhh bom, agora você conhece todo mundo das novelas!". Rsrs...


Atualmente, Márcio desenvolve uma pesquisa de Mestrado direcionada para a Comedia, mais especificamente o “Tempo-Ritmo do Ator Cômico”.


Com longa experiência com a comédia, Márcio participou como ator e roteirista do Grupo De 4 é Melhor entre 2004 a 2014, somando mais de 10 espetáculos, entre eles "Não Durma de Conchinha", Você é Quem Você Come", "Assexuados - a comédia da internet", "De volta aos Anos 90", "É Tudo Mentira - o cúmulo da Comédia" e "Eu tenho a última Temporada". Sério... ele tava toda hora em algum espetáculo.


Fundador, ator e roteirista do Grupo Desvio, de Brasília, realizou cinco espetáculos de projeções nacional e internacional. O Grupo tem direção de Rodrigo Fischer e seu mais recente trabalho é um espetáculo solo intitulado "Ato Falho", livremente inspirado na obra do Autor italiano Luigi Piradello. Acho que assisti a poucas peças do Grupo Desvio. Gostaria de ter visto mais, pois simpatizo bastante com o que vejo deles nas redes sociais.

Quanto ao Márcio, onde mais o assisti foi nas sessões dos Dramátikos - um projeto que promove leituras dramáticas no Teatro Goldoni. Por um tempo, coordenei o Brasília Cênica e os Dramátikos faziam parte das atrações. Por uma questão protocolar, assisti toda terça-feira às leitura de textos teatrais do grupo e era uma delícia ver os atores em cena. Cara... era muito bom! A "obrigação" de estar lá acompanhando se tornou num prazer intenso mesmo. Que gente bonita de ver, que figuras boas de assistir. Tinha a Juliana Drummond, o Abaetê Queiroz, o Edu Morais e o Minervino. Improviso, atores instrumentalizados, temáticas primorosas e alta qualidade cênica. Ali conheci o Marcio diferente da imagem que eu tinha dele. A comédia está na veia dele, isso é fato, mas alí vi um ator com ótima escuta cênica. Dava gosto de ver. Como profissional, ele vem amadurecendo, trocando ideias com internautas em suas redes e sempre na ativa no segmento de Artes Cênicas de Brasília. Dá vontade de dividir o palco com ele...


OFICINA

Agora, em 2020, Márcio abre uma Oficina de Teatro para iniciantes e iniciados aprenderem técnicas de expressão corporal e vocal, leitura dramática e jogos cênicos. A ideia é que seja produzida uma apresentação teatral com o resultado das investigações. A oficina se presta ao mais diversos fins além da atuação teatral e é voltada para quem busca se expressar melhor em público, se relacionar melhor com as pessoas a sua volta, seguir carreira na arte, participar de uma criação coletiva, expandir seus conhecimentos e percepção de maneira dinâmica. Olha... vale a pena. Recomendo e, por tudo isso e um pouco mais, precisamos falar de Marcio Minervino.


PROGRAME-SE

INÍCIO: 02 de março de 2020

QUANDO: Todas as segundas e quartas-feiras de março a junho de 2020

HORÁRIO: 19h às 22h

ONDE: Teatro da CASA DOS QUATRO 708 norte, bloco F, loja 42

INVESTIMENTO: R$ 1.520,00 dividido em 4x sem juros de R$ 380,00, ou à vista com 5% de desconto, total R$ 1.444,00


Para seguir o ator e saber das novidades, acesse o perfil dele no instagram: https://www.instagram.com/marciominervino/