top of page

PLATAFORMA ESPAÇO ENTRE PROMOVE A "MESA-DANÇADA: POÉTICAS E TERRITÓRIOS DO IMPROVISO" EM BRASÍLIA

No dia 06 de julho, o projeto “Plataforma em Expansão” realiza o evento “Mesa-Dançada: Poéticas e territórios do Improviso”, como culminância de um conjunto de ações desenvolvidas desde agosto de 2023.

Buscando dialogar com a dança, o improviso e a acessibilidade, o projeto “Plataforma em Expansão” propõe a manutenção da prática e da investigação criativa de um jovem grupo de dança do Distrito Federal, apresentando uma proposta relevante para o cenário artístico da cidade por movimentar o mercado da dança e enriquecer a produção artística local. A ação promove o aprimoramento técnico dos artistas do grupo e seu amadurecimento enquanto intérpretes, pesquisadores, criadores e comunicadores da área da dança, por meio do treinamento continuado e do intercâmbio com outros artistas improvisadores.

 

Foram desenvolvidas duas linhas de pesquisa que investigam a improvisação em dança e acessibilidade:

 

1° linha de pesquisa: "Audiodescrição Poética para Improvisação"

2° linha de pesquisa: "Entre Territórios do Improviso"

 

Ambas as linhas incluem compartilhamentos abertos ao público como parte da pesquisa. A linha “Entre Territórios do Improviso” inclui o intercâmbio criativo com artistas do Distrito Federal. A iniciativa propicia também um espaço de aplicação dos conceitos e abordagens que vêm sendo desenvolvidos de forma independente pelo grupo ao longo de sua trajetória, com amplo debate no campo da improvisação em dança, se dividindo nas seguintes etapas:

 

*Intercâmbio com outros artistas por meio de residência em dança;

*Desenvolvimento de acessibilidade estética para pessoas com deficiência visual por meio da pesquisa de audiodescrição poética para improvisação em dança;

*Compartilhamento dos conhecimentos pesquisados às pessoas das comunidades locais das regiões que receberão o projeto;

*Compartilhamento da pesquisa para diferentes públicos por meio da produção de um videodocumentário.

 

A improvisação em dança contemporânea é uma prática que envolve a imprevisibilidade de movimentos e o fluxo criativo em um processo constante de tomadas de decisões. Investigar e discutir tal prática é relevante pois ela contribui para a ampliação das possibilidades estéticas da própria linguagem, estimulando uma possível estética da diversidade, em que a coletividade é entendida como uma rede de afetos onde as singularidades de cada sujeito são respeitadas e valorizadas, ao mesmo tempo que se agenciam com outras singularidades em um jogo relacional.

 

Por ser um campo de reinvenção, é interessante ao estudo da improvisação ser frequentemente alimentado por estímulos que possam apresentar novos caminhos e abordagens. Desta forma, os compartilhamentos com o público e os encontros com outros artistas funcionam como disparadores de novos olhares, texturas, sentidos e intensidades no processo do grupo, comprovando a importância dos intercâmbios estéticos, sociais e culturais entre artistas, comunidade e pessoas com deficiência visual.

Além disso, soma-se ao projeto o desenvolvimento de uma abordagem de audiodescrição poética para obras de improvisação em dança. O desenvolvimento dessa pesquisa se apresenta como um dos maiores diferenciais da proposta, uma vez que gera acessibilidade estética para pessoas com deficiência visual.

 

Por fim, com a intenção de comunicar e debater sobre as pesquisas desenvolvidas ao longo do projeto, será criado um documentário, que será disponibilizado ao público por recortes de redes sociais e inscrições em eventuais mostras e festivais.

 

“Plataforma em Expansão”, elaborado em 2022 com execução iniciada em 2023, está agora em sua reta final, onde serão apresentados ao público resultados das investigações realizadas ao longo do percurso, devolvendo à sociedade uma pesquisa teórica e prática em forma de obra de arte. Sobre os desafios enfrentados na realização do projeto e na devolução dele ao público do DF, o Diretor Artístico João Gabriel comenta:

 

“Manter um trabalho como grupo independente nunca é tarefa fácil, porém a nossa organização em torno de objetivos comuns e uma estrutura que privilegia uma dimensão coletiva, nos deram o suporte para seguir pesquisando e produzindo, mesmo com os desafios da pandemia, quando o grupo foi contemplado pelo prêmio Aldir Blanc de grupos. Em 2022, retomamos as atividades e idealizamos o projeto Plataforma em Expansão, que começamos a executar em 2023”.

 

Entre agosto de 2023 e abril de 2024 o projeto realizou sessões de improvisação em dança para a comunidade do Distrito Federal, oficina de improvisação em dança, compartilhamentos das duas linhas de pesquisa além da conclusão do documentário em forma de longa-metragem, ao fim de todos os eventos do projeto.

 

No auditório 2 do Museu da República, será realizado no dia 06 de julho o evento “Mesa Dançada: Poéticas e Territórios do Improviso” - uma mesa-redonda sobre improvisação na dança e acessibilidade, que contará com a presença dos artistas convidados, e da equipe de acessibilidade do projeto. Além disso, o evento contará com audiodescrição e intérprete de libras. O projeto é realizado com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal.

 

QUEM FAZ

Realização: Plataforma Espaço Entre

Concepção: Ana Piratelli, Isadora Lobo, João Gabriel, Maria Ramalho e Viviana Rocha

Diretor Artístico: João Gabriel

Produção Executiva: Viviana Rocha e João Gabriel

Intérpretes/Pesquisadores: Ana Piratelli, João Gabriel, Maria Ramalho e Viviana Rocha

Artistas Convidados: Bruno Ricardo, Daniele Macedo, Letícia Coralina e Rosa Scramm

Assistentes de Produção: Maria Ramalho e Milla Ellen

Audiodescritor: Alan Beltrão

Assessor em Acessibilidade: Fernando Rodrigues

Assessor de Imprensa: Josuel Junior

Diretora Audiovisual: Isadora Lobo

Diretor de Fotografia e Som Direto: Matheus Itacaramby

Designer Gráfico: Jesso Alves

Fotos: O Grupo

Projeto realizado com recursos do FAC – Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal

 

PROGRAME-SE

Ação: “Mesa-Dançada: Poéticas e territórios do Improviso”

Local: Auditório 2 do Museu Nacional da República

Horário: 15 horas

Entrada Franca

Kommentare


bottom of page