PEÇA "EM NOME DA MÃE" ESTREIA NESTE MÊS

Dirigido por Miwa Yanagizawa, espetáculo é baseado na obra homônima do italiano Erri de Luca.

Foto: Elisa Mendes

Ao deixar de lado o aspecto religioso e desmistificar a figura de Maria de Nazaré, mãe de Jesus, o espetáculo Em Nome da Mãe aborda a jornada íntima de uma mulher jovem, pobre, não casada – e grávida, tendo por isso sofrido os preconceitos de uma sociedade conservadora, patriarcal e machista. A história milenar, escrita por homens na Bíblia, aqui é contada por sua protagonista antes de se tornar a mãe do filho de Deus. Baseada na obra homônima do premiado autor italiano Erri de Luca, a peça foi concebida e adaptada para o palco por Suzana Nascimento, que também estrela o monólogo, em sua primeira montagem no Brasil. A direção é de Miwa Yanagizawa.

Com realização do Sesc RJ, o espetáculo estreia on-line em 6 de agosto no canal da instituição no YouTube (youtube.com/portalsescrio), com apresentações gratuitas de sexta a domingo, às 19h. Em Nome da Mãe integra o Arte em Cena – Temporadas, braço de temporadas teatrais do projeto em que o Sesc RJ transmite espetáculos artísticos em suas plataformas digitais. A peça segue em cartaz até 29 de agosto.

Em 2015, Suzana Nascimento teve contato pela primeira vez com a obra de Erri de Luca. O livro Em Nome da Mãe conta em primeira pessoa a história do amor materno de Maria de Nazaré, desde o anúncio de sua gravidez imaculada pelo anjo Gabriel até o nascimento de Jesus. Arrebatada pelo livro, a atriz adaptou a obra para o teatro aprofundando o olhar para o feminino. Nela, a jovem mulher ganha voz própria e coloca em evidência sua dimensão não apenas humana como feminina: ela relata sua coragem e suas incertezas, as perseguições, os constrangimentos diante de intrigas e acusações, seus medos e sonhos.

A ideia de ir além da simples adaptação do texto para o teatro veio aos poucos. Desde a primeira leitura do livro, há seis anos, Suzana sentiu a necessidade de abordar importantes transformações em relação ao feminismo, e construiu uma nova dramaturgia, com outros personagens e situações. Ao lançar um olhar contemporâneo sobre uma história contada há mais de 2 mil anos, a peça abre espaço para reflexões sobre o feminismo e sobre os comportamentos patriarcais que atravessaram o tempo até nossos dias.

A peça passeia por importantes arquétipos da alma feminina. Em cena, Suzana dá voz a três mulheres – a donzela Maria (ou Miriam, como é chamada em hebraico), a atriz (uma mulher de 43 anos) e a anciã (que carrega em si a ancestralidade feminina) – que relatam a jornada da protagonista, intercaladas com histórias da vida da própria atriz e temas da atualidade. “Só existem seis falas atribuídas a Maria em toda a Bíblia. Pouco se escreveu sobre ela. A peça é uma investigação sobre sua jornada íntima, trazendo uma Maria profundamente humana, em plena metamorfose, se apoderando de sua própria história”, conta Suzana.

O processo de ensaios foi feito à distância, ao longo de três meses. Em Juiz de Fora (MG) estavam Suzana e o violoncelista Federico Puppi – que assina a trilha sonora original e a tradução do livro – enquanto Miwa Yanagizawa estava no Rio de Janeiro. O encontro presencial só aconteceu posteriormente, durante os ensaios e filmagens do espetáculo no Teatro Ipanema (RJ). “Fui arrebatada pela obra. Foi uma desconstrução da imagem romântica que eu tinha da Maria, que nos chega perfeita, como aquela que vemos nos presépios de Natal”, conta Miwa. “Humanizar a figura da Maria e mostrar a opressão sofrida por essa mulher amplia o movimento libertário feminista”, diz a diretora, que vê neste trabalho um diálogo com seus dois espetáculos anteriores, Nastácia e Eu matei Sherazade, confissões de uma árabe em fúria.

QUEM FAZ

Concepção e dramaturgia Suzana Nascimento (a partir do livro Em nome da Mãe, de Erri de Luca)

Tradução Federico Puppi

Direção Miwa Yanagizawa

Atuação Suzana Nascimento

Direção de Fotografia Elisa Mendes

Trilha sonora original Federico Puppi

Participações especiais cantoras: Rita Beneditto, Kacau Gomes, Mari Blue, Fernanda Santanna e Alexia Evellyn | percussão: Marco Lobo.

Direção de arte, figurino e cenografia Desirée Bastos

Assistente de cenário e figurino Isaac Neves

Câmera e edição Elisa Mendes

Finalização áudio Diogo Guedes

Captação de áudio Gabriel Martau

Visagismo Willian Xavier

Fotografias Elisa Mendes

Foto still Júlio Ricardo

Projeto gráfico Raquel Alvarenga – Studio Janela Aberta

Social mídia Ana Loureiro

Assessoria de imprensa Paula Catunda e Catharina Rocha

Administração financeira Natália Simonete - Estufa de ideias ADM financeira

Direção de produção Sérgio Saboya e Silvio Batistela

Produção Galharufa Produções Culturais

Idealização Suzana Nascimento e Federico Puppi

Coordenação Geral SP Nascimento Produções


PROGRAME-SE

Espetáculo: Em Nome da Mãe

Temporada: de 6 de a 29 de agosto

Apresentações on-line: de sexta a domingo, às 19h.

Plataforma: YouTube Sesc RJ: youtube.com/portalsescrio

Gratuito

Duração: 60 min

Classificação etária: 14 anos

1/3