top of page

OFICINA DZI CROQUETTES EM BRASÍLIA COM CIRO BARCELOS

Atividade é parte da programação da Mostra+ da Diversidade da Casa dos Quatro

Ciro também participou da icônica abertura do "Fantástico" em 1987 - TV Globo

Dzi Croquettes. Se este nome não te é familiar, venha aprender. Se é, venha mais ainda. Mas para que o primeiro grupo não chegue tão “do nada”, saiba: Dzi Croquettes foi uma revolução! Entre 1964 e 1984, o Brasil viveu anos de chumbo e os que ousavam criticar o regime ou demonstrar comportamento “subversivo” eram presos, torturados e exilados. Foi nesse contexto que, em 1972, nasceu o grupo Dzi Croquettes: homens usando saltos altos, cílios postiços enormes, maquiagens carregadas e tangas mínimas. Corpos quase nus, peitos cabeludos à mostra, homens que não podiam ser chamados de afeminados nem de andrógenos ou de mulherizados: homens másculos e femininos. Tão revolucionários que a ditadura até prendeu os 13 integrantes do grupo, mas… Sem argumentos para mantê-los detidos, vez que, sem conseguir qualificar a ameaça real de homens seminus que dançavam jazz e interpretavam musicais da Broadway, tiveram de botá-los em liberdade. 


Percebe a potência? É essa carga que Ciro Barcelos, um dos integrantes, traz para Brasília na “Oficina Dzi Croquettes” de interpretação teatral. Será de 26 a 28 de junho, de 09h às 13h, no Espaço Multicultural Casa dos Quatro, na 708 Norte, como parte da programação da Mostra+ da Diversidade.


Ator, cantor, bailarino, coreógrafo e diretor, Ciro é um nome fundamental nas artes cênicas do país. Gaúcho radicado em São Paulo, realizou inúmeros trabalhos na dança, no teatro, em musicais e escolas de samba no pós-Dzi. Sua Oficina é para atores que busquem evolução metodológica e apuro da própria forma de interpretar, e também para quem nunca fez teatro na vida, por que não? Uma oportunidade única de aprender a potência feminina no corpo masculino. Uma proposta para o desbloqueio dos sentidos por meio de práticas físicas e vocais, que coincidem com a descoberta de um espaço interno novo, descodificado e livre para a interpretação de um corpo feminino-masculino.


A Oficina percorrerá os seguintes módulos:

  • Histórico do Dzi Croquettes, com exibição de vídeos seguida de análise comportamental-artística  da época e das fontes inspiradoras do grupo,

  • O Teatro japonês Kabuki, no qual a interpretação do feminino é somente realizada por atores do sexo masculino,

  • A arte dos papéis femininos interpretada por corpos masculinos no teatro medieval,

  • O Teatro de Revista brasileiro,

  • O corpo integrado,

  • A voz,

  • A persona e a personagem,

  • A maquiagem como máscara fundamental no exercício atoral.


PROGRAME-SE

OFICINA DZI CROQUETTES

Local: Casa dos Quatro - SCLRN 708 Bloco F Loja 01 - Asa Norte - Bsb

Data/hora: 26 a 28/06, de 09h às 13h

Comments


bottom of page