OCUPAÇÕES LITERÁRIAS DO COLETIVO TRESBEIRA

Com narrações e “Aparições Poéticas, o Coletivo Tresbeira - grupo de pesquisa cênica multidisciplinar - leva os universos fantásticos de Guimarães Rosa e Mia Couto aos espaços virtuais de bibliotecas e casas de cultura da Zona Leste de São Paulo.

Em "meio a meio o rio ri" três atores dão corpo e voz a narrativas, cenários e sujeitos encontrados nos contos de Guimarães Rosa e Mia Couto. Histórias pra boi explodir e todo o povo testemunhar. O homem que opera o passado e o pai que foi morar no rio. Um rio que ri e, entre causos e canções, uma ponte transatlântica de personagens e casos que coloca a terra de Rosa do “ladim” da de Mia. Com um formato dinâmico, as lives de narrações são um convite intimista ao público das bibliotecas, encantam a todos e atiçam a curiosidade sobre esses dois importantes autores da língua portuguesa.


O projeto é viabilizado pelo Programa Programa para a Valorização de Iniciativas Culturais do Município de São Paulo - VAI e propõe ocupações artísticas em 5 espaços de leitura da Zona Leste paulistana, sendo eles: a Biblioteca Pública Hans Christian Andersen, temática em contos de fadas no bairro do Tatuapé, a Casa de Cultura Raul Seixa, na região de Itaquera, a Casa de Cultura São Rafael, e as bibliotecas Rubens Borba Alves de Moraes e Gilberto Freyre, nos bairros Ermelino Matarazzo e Sapopemba, respectivamente.


Com ações livremente inspiradas nas obras de Guimarães Rosa e Mia Couto, o coletivo propõe, além de suas lives, as chamadas “Aparições poéticas”. São postagens em linguagens distintas que buscam explorar os territórios e imaginários das histórias contadas nas lives, bem como as atmosferas que trazem em suas narrações.


Partindo da valorização desses dois importante autores de língua portuguesa, Guimarães Rosa e Mia Couto, que pautam suas obras em vivências de povos cuja usual representação os marginaliza, o grupo busca valorizar traços importantes da identidade e cultura dos respectivos países, através dessas temáticas, ligadas à realidade nacional ou nossos processos históricos. Assim, desenha-se, através desses sujeitos e histórias, o fio de ligação entre os cenários descritos nas duas obras - como um rio que deságua em outro - indo de encontro ao resgate de um Brasil - África esquecido e por vezes negado.


A escolha de ocupar bibliotecas e casas de leitura na zona leste, periferia de São Paulo, não é aleatória. Se a temática da literatura que homenageiam passa, via de regra, pela representação de uma população marginalizada e pela construção de um universo mágico comum às beiras culturais, a escolha dos locais de atuação e troca, não poderia ser diferente. Além da urgência em incluir esses espaços nos roteiros de fruição artísticas, em diferentes linguagens, sabe-se da força dessas relações e histórias como convite ao conhecimento e leitura não só desses universos poéticos, mas de toda a magia e importância do ato de ler.


Todas as atividades acontecem de forma virtual e gratuita nas páginas de facebook dos espaços citados. Segue a agenda de abril e maio do projeto


Ocupação 4 - Biblioteca Rubens Borba Alves de Morais

de 23 a 30 de abril

- LIVE 1 - 26 de abril às 19h30

- LIVE 2 - 28 de abril às 19h30

- LIVE 3 - 30 de abril às 19h30

Na página: https://www.facebook.com/BibliotecaRubensBorbaAlvesdeMorais


Ocupação 5 - Biblioteca Gilberto Freyre

- LIVE 1 - 03 de maio às 19h30

- LIVE 2 - 05 de maio às 19h30

- LIVE 3 - 07 de maio às 19h30

Na página: https://www.facebook.com/bmgilbertofreyre


Sigam a página do coletivo no instagram @coletivo_tresbeira, lá vocês encontram a agenda de atividades e muito mais! https://www.instagram.com/coletivo_tresbeira/


QUEM FAZ

Intérpretes Criadores: Eder Asa, Fernanda Pio e Gabriel Góes

Pesquisa, criação e execução musical: Lucas G.

Pesquisa, criação e execução audiovisual: Augusta Gui

Figurino e visualidades: Eder Asa

Iluminação, Identidade visual e social mídia: Gabriel Góes

Produção executiva e administrativa: Fernanda Pio

Local das gravações: A Próxima Companhia

Viabilizado pelo Programa Programa para a Valorização de Iniciativas Culturais do Município de São Paulo - VAI