NOVO PROJETO DA CIA. BURLESCA DIALOGA COM O PAS

Desde o início de agosto, a Cia Burlesca tem realizado o “Dialogando com o PAS'', um projeto de videoaulas sobre as obras teatrais presentes no Processo de Avaliação Seriada da UnB, com recursos do Fundo de Apoio à Cultura - FAC/DF, disponibilizado gratuitamente pelo Youtube do grupo.

Até setembro, serão lançados ao todo seis vídeos sobre as seis obras teatrais cobradas nas três etapas: “Ifigênia em Áulis” de Eurípedes, “A advogada que viu Deus, o Diabo e depois voltou para a Terra” do grupo G7, “Medida por medida” de William Shakespeare, “Um inimigo do povo” de Henrik Ibsen, “A exceção e a regra” de Bertolt Brecht e “Perdoa-me por me traíres” de Nelson Rodrigues.


Cada videoaula tem em média dez minutos de duração e é apresentada por um integrante diferente da Cia Burlesca, acompanhado de interpretação em Libras, com foco na contextualização, historicidade e explorando os temas abordados nas peças que vão desde o período clássico até a contemporaneidade, com dramaturgos nacionais e internacionais, entre comédias e tragédias, importantes para a história do teatro.


“Ifigênia em Áulis” de Eurípedes peça mostra Agamemnon, o líder da coligação grega antes e durante a Guerra de Tróia, na decisão de sacrificar a sua filha, Ifigênia, para cativar a deusa Artemisa e permitir às suas tropas zarpar e defender a sua honra na batalha contra Tróia; “A advogada que viu Deus, o Diabo e depois voltou para a Terra” do grupo G7 peça conta a aventura que a Dra. Maria Vitória enfrenta após aceitar uma causa extremamente surreal: anular um pacto com o diabo; “Medida por medida” de William Shakespeare peça gira toda em torno dos conceitos de justiça e corrupção, equidade e abuso do poder, castidade e volúpia e sentimentos conflitantes; “Um inimigo do povo” de Henrik Ibsen aborda capacidade de ver e analisar os dois lados da questão, colocando em dúvida a verdade incondicional, que tanto defendera em obras passadas; “A exceção e a regra” de Bertolt Brecht obra que relata uma viagem no deserto até o tendencioso julgamento de um comerciante que corria para conseguir uma concessão de petróleo e acaba matando seu carregador e “Perdoa-me por me traíres” de Nelson Rodrigues que conta a história de Glorinha, uma adolescente órfã reprimida pelo casal de tios com quem vive, ela procura a ajuda da cafetina Madame Luba. Seu Tio Raul, ao descobrir que Glorinha se prostitui, decide então revelar segredos sobre a sua origem.


Para a realização deste projeto os integrantes realizaram as leituras das obras e a partir das análises críticas desta foram se criando os roteiros para gravação das videoaulas. Trazendo o contexto histórico do autor, período da escrita da obra e relações com a atualidade. Como em todo processo criativo realizado pela Burlesca, esse também foi realizado de forma coletiva. Todos os integrantes contribuíram na escrita, pesquisa histórica e fotográfica para chegar no resultado final de videoaulas de 10 minutos de duração das obras presentes no PAS.


Para este projeto, a Cia Burlesca buscou valorizar e dar oportunidade a estudantes que tivessem conhecimento e se interessassem em se arriscar nas Artes Gráficas para criar a identidade visual do novo projeto do grupo. Foram 17 propostas recebidas pela companhia, inclusive de outros estados para além do DF. A estudante Lara Maryan Lopes, foi escolhida pelos integrantes da companhia dentre os 17 e criou um trabalho unindo seu processo criativo com os trabalhos já desenvolvidos pela companhia em seus 12 anos de trabalho. Iniciativa esta que a companhia pretende manter nos demais projetos, viabilizando o conhecimento e experiência de jovens estudantes na área de trabalho cultural.

As videoaulas estão sendo lançadas toda segunda-feira, sempre às 20h. Já estão no canal da Cia Burlesca no Youtube as peças “Medida por Medida”, “Perdoa-me por me traíres” e “Um Inimigo do Povo”. Nessa semana teremos o lançamento da videoaula sobre a obra “Ifigênia em Áulis” de Eurípedes.


PROGRAME-SE

A advogada que viu Deus, o Diabo e depois voltou pra Terra - 30/08

A Exceção e a Regra - 06/09


QUEM FAZ

Coordenação do projeto: Pedro Caroca

Coordenação pedagógica: Patrícia Barros

Arte-educadores: Julie Wetzel, Lyvian Sena, Patrícia Barros, Pedro Caroca e Pedro Henrick

Edição e Montagem: Mafá Nogueira

Direção: Patrícia Barros e Mafá Nogueira

Gestão: V4 Cultural

Designer gráfico: Lara Maryan Lopes

Divulgação: PH Produções e Comunicações

Interpretação de Libras: Fernando Guimarães

Realização: Cia Burlesca

O projeto é realizado com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal


1/3