top of page

MOSTRA CENA BRASÍLIA TEIMOSA CHEGA AO SESC GARAGEM

A teimosia surge de um desejo ferrenho de trazer à cena produções elaboradas em suas radicalidades com trabalhos que não fazem concessões para existir e caber nos espaços da cidade.

A mostra Cena Brasília Teimosa é uma semente para fazer florescer a Brasília que não aparece nas manchetes e noticiários: poética, sensível, ousada diversa e geradora de encontros. Uma primavera artística que demonstra que a arte produzida no DF é política e contundente para discutir os temas mundiais.


Este é um projeto inédito, gestado por artistas do Distrito Federal interessados em revelar a potência da sua produção criativa. Surge de uma Brasília diversa e experimental e questiona a ideia de um território percebido unicamente como centro das decisões políticas do país.


A mostra desenha outras geografias curatoriais, nem sempre percebidas pelos grandes eventos, instituições e circuitos das artes, por isso, uma Brasília que teima em existir e ocupar espaços. Numa outra direção, deseja lançar uma reflexão aos próprios fazedores sobre o atual sistema produtivo das artes. Por isso, questiona sobre a participação do público no fomento à atividade artística.


Na teimosia e na insistência o projeto oferece para a cidade uma programação diversa em linguagens, temas e discursos.


A mostra Cena Brasília Teimosa se inspira também no próprio risco da criação artística, no gesto sem rede de segurança, por isso, é completamente independente e aposta no aporte do público para se equilibrar e se mover. É um convite deliberado e desejoso de espectadores.


E a mostra já nasce com o desejo de polinizar diferentes estados com outros imaginários sobre Brasília, por isso, depois de florescer em casa, segue para São Paulo e ocupa as Oficinas Culturais Oswald de Andrade. Confira os espetáculos que fazem parte da mostra:


OVELHA DOLLY

Dolly é uma subcelebridade, uma coach às avessas, uma ovelha que começa a questionar sua existência junto ao rebanho num culto alucinante. Baseado na história real da primeira mamífera clonada no mundo, o monólogo de Micheli Santini cria em cena um espaço de jogo com o público e tenta provocar uma desautomatização de quem assiste ao lidar com estereótipos da cultura do espetáculo. O texto e a direção de Fernando de Carvalho brincam com códigos estruturantes do ocidente e friccionam noções de individuação e coletividade, afinal Dolly é uma ovelha diferenciada, um animal de sacrifício. Ela bufa, rumina, berra ao transitar nas fendas dos discursos massificados, e agencia o caos enquanto sua carne apodrece na espera do abate.

QUEM FAZ

Direção e Texto: Fernando de Carvalho

Atuação: Micheli Santini

Direção de movimento: Giselle Rodrigues

Consultoria de Cenário e Figurino: Marley Oliveira

Maquiagem e Figurino: Yasmin Daltrozo

Trilha Sonora Original: Ricardo de Alcântara

Operação de som: Fernanda Jacob

Operação de luz: Daniel Landim

Vídeos: Lux Delfino e Fernando de Carvalho

Iluminação: Higor Filipe

Direção técnica: Daniel Lacourt

Designer Gráfico: Pedro de Oliveira

Produção Geral: Carvalhedo Produções

Coordenação de Produção: Tatiana Carvalhedo

Duração: 1 hora

Classificação Indicativa: 16 anos


ORÚN DE IAGO

Na era das Fake News, o espetáculo “ORUN de IAGO” explora o limite entre a perversidade e o caos. Quem antes de Iago, dominou com tanta excelência as artimanhas da desinformação? Fortalecido pela fúria, renunciando a honestidade e a própria alma, Iago cria a si mesmo depois de uma grande queda. Um dos personagens mais intrigantes e controversos do teatro, ganha nova interpretação nessa recriação da obra Otelo de William Shakespeare.


QUEM FAZ

Concepção, Dramaturgia e Direção: Fernanda Jacob

Atuação: Daniel Landim

Direção de Movimento: Bruno Quixotte

Trilha Sonora: Fernanda Jacob e Léo Maré

Operação de Som: Fernanda Jacob

Iluminação: Manu Maia

Operação de Luz: Micheli Santini

Vídeo Mapping: Mari Mira

Operação Projeção: Fernando de Carvalho

Cenário: Fernanda Jacob e Marley Oliveira

Figurino: Tatiana Carvalhedo

Ilustração: Marta Neves

Designer Gráfico: Pedro de Oliveira

Fotografia: Yasmin Velloso e Thiago Sabino

Direção de Produção: Tatiana Carvalhedo

Produção: Carvalhedo Produções

Duração: 1 hora

Classificação Indicativa: 16 anos


PROGRAME-SE

Dias 18 e 19 de outubro. Quarta e quintra às 20h no Sesc Garagem (913 Sul).

Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia-entrada)

Duração: 1 hora

Não recomendado para menores de 16 anos.

Espetáculo “OVELHA DOLLY” direção Fernando de Carvalho com Micheli Santini

DIA 18.10 (quarta-feira) às 20h

Espetáculo “ORÚN DE IAGO” direção Fernanda Jacob com Daniel Landim

DIA 19.10 (quinta-feira) às 20h


INFORMAÇÕES:

(61) 98127.8667

Comments


bottom of page