MAÍSA ARANTES SE PREPARA PARA GRAVAÇÃO DE PRIMEIRO ÁLBUM SOLO

O EP Peripécia Brasileira, autoral e independente, apresentará o melhor do forró Pé de Serra e da Cultura Popular ao som da voz e rabeca da musicista brasiliense

Foto: Davi Mello Personagem já conhecida do forró e da cultura popular brasiliense, Maísa Arantes é garantia de animação e encanto nas festas populares da cidade. Com performance marcante em grupos como Forró do B, Chinelo de Couro, Mestre Zé do Pife e as Juvelinas, Mamulengo Fuzuê e Quadrilha Arroxa o Nó, Maísa faz de sua voz e rabeca ferramentas para a alegria da nossa gente. E agora, com seus 15 anos de carreira, a musicista abre os trabalhos para o lançamento de seu primeiro álbum solo, o EP Peripécia Brasileira. Para isso, foi lançada uma campanha de financiamento coletivo, onde todos podem contribuir para essa produção totalmente autoral e independente. Cada contribuição tem uma contrapartida e uma recompensa a quem deposita um valor, que varia desde o acesso grátis ao EP a um show de 2h. As contribuições financeiras podem ser feitas através do preenchimento de um formulário e funcionam via PIX ou transferência bancária. Cada apoio possibilitará custear as atividades de produção do álbum, como gravações em estúdio, mixagem e masterização. Para apoiar a campanha, é só acessar o seguinte link: http://bit.ly/campanhaepmaisa Maísa Arantes Maísa Arantes é rabequeira e forrozeira de Brasília. É cantora, instrumentista (pífano e rabeca), compositora, professora e arranjadora. Estudou na Escola de Música de Brasília, posteriormente licenciando-se em Música, pela Universidade de Brasília. Já integrou grupos como Forró do B, Chinelo de Couro, Mestre Zé do Pife e as Juvelinas, Quadrilha Arroxa o Nó e Mamulengo Fuzuê. Dedica-se à cultura popular, forró pé-de-serra e à música brasileira. É também compositora de trilha musical para teatro e cinema. Peripécia Brasielira Peripécia Brasileira encena a riqueza e aventura da nossa música popular, variando criativamente sobre linguagens do universo do forró pé-de-serra. Com uma poesia brincante, crítica e atual, as canções do EP narram suas histórias através de diferentes ritmos da música popular: forró, frevo, xote, coco, baião, etc. O disco trabalha essas linguagens com uma roupagem moderna, criativa e inovadora, sem perder o elo com a força cultural da tradição popular. Maísa é dona de uma voz de timbre suave e singular, que se destaca ainda mais junto à rabeca, buscando timbres e combinações únicas, acompanhadas de arranjos de pífanos, harmonizações enriquecidas e as construções percussivas sutis, trazendo uma sonoridade acústica e camerística . Peripécia Brasileira promove um encontro de brasilidades, do sertão à cidade, escrevendo mais um capítulo desse lindo movimento coletivo de reinvenção da rabeca brasileira que tem tomado jovens de todas as cidades do Brasil e do mundo. Através dessas combinações, Maísa Arantes explora uma sonoridade singular, evocando influências culturais que atravessam o espaço e tempo e que se tornam presentes na sua personalidade. PROGRAME-SE

Campanha de financiamento coletivo para o EP Peripécia Brasileira, de Maísa Arantes

ONDE: http://bit.ly/campanhaepmaisa

Mais sobre Maísa: Instagram: instagram.com/maisa.arantes/

Youtube: youtube.com/channel/UCc-VY0x6DsYiTqClgknvr_A