"MAIS E MENOS DIAS" É A NOVA PRODUÇÃO DA CIA. ELEVADOR DE TEATRO PANORÂMICO

Com direção do autor, espetáculo investiga a complexa relação espaço/tempo através do convívio de dois sujeitos confinados. O elenco é composto pelos atores Pedro Haddad e Rodrigo Spina.

Da esquerda para a direita: Rodrigo Spina e Pedro Haddad Crédito: João Caldas

A dramaturgia inédita de Marcelo Lazzaratto foi premiada no Concurso Internacional Cenas do Confinamento/ Escenas del Confinamiento, em 2020, que procurou estimular, em tempos pandêmicos, dramaturgos e dramaturgas de expressão ibérica a produzirem textos teatrais que refletissem a respeito da condição humana em situação de confinamento. Os textos selecionados compuseram o e-book gratuito em edição bilíngue publicado pela editora vinculada ao Grupo Galpão, a Edições CPMT, de Belo Horizonte . O cenário é assinado pelo multiartista Júlio Dojscar, figurinos da atriz Tathiana Botth, música original do músico Daniel Maia e iluminação de Marcelo Lazzarratto. Espetáculo fica em cartaz gratuitamente, de 25 de setembro a 14 de novembro, e é primeira peça presencial da Cia Elevador depois de 18 meses de teatros fechados.


Mais e menos dias retrata a existência de dois indivíduos que por motivos de segurança sanitária, estão confinados a pelo menos dois anos em uma espécie de abrigo de grossas paredes e com uma pequena janela por onde entra a luz do dia e que lidam diariamente com a escassez de toda ordem: falta de comida, falta de água, falta de aquecimento, falta de interação social, falta de sensação de pertencimento... Indicado pela dramaturgia o grande senhor que rege a cena e os acontecimentos é o Tempo, implacável, que nunca cessa, tornando tudo mais complexo e angustiante.


Devido à intervenção do Tempo que se manifesta de maneira antinatural na cena - elemento fundamental da encenação - as personagens aos poucos começam a perder também a dimensão da memória. Os fatos passados, as lembranças, as imagens de tempos idos passam a não se completarem em suas mentes e o que sobra contraditoriamente no espaço, é uma grande suspensão temporal desprovida de acontecimentos. Além de tudo, o passado falta. E sem passado, como se entenderão no presente para construir um futuro?


A encenação procura enfatizar esses aspectos: por um lado a concepção do texto nasceu do estímulo gerado pela condição imposta pela pandemia e que de certo modo procurou traduzir aflições e mecanismos de sobrevivência nessas condições; por outro lado, o modo como o texto é estruturado age também metaforicamente dando-nos a impressão de que essa é a verdadeira condição humana, seja em que tempo for e em qualquer circunstância. Um tom beckettiano invade desse modo a cena dando a ela uma atmosfera de jocosa tragicidade.


Cia. Elevador de Teatro Panorâmico

A Cia. Elevador de Teatro Panorâmico é um núcleo permanente de investigação em linguagem teatral fundado em 2000 na cidade de São Paulo. Apropriando-se dos mais diversos temas, dialoga diretamente com o homem contemporâneo, estabelecendo um trabalho de pesquisa e criação, propondo a junção da verticalidade dessa pesquisa com a horizontalidade de sua abrangência ao público. Ao longo de 20 anos de trajetória (completos em 2020), a Cia. desenvolveu um repertório de 16 espetáculos - que cumpriram temporada e se apresentaram em diversas cidades brasileiras e participaram de inúmeros festivais -, além de organizar oficinas, cursos, encontros, seminários, workshops e mostras. Desde 2006 mantém uma sede, o Espaço Elevador, teatro que se propõe como centro gerador e propagador de cultura, ampliando o diálogo entre artistas da cena e nossa cidade. Hoje a Cia. – por onde já passaram mais de 50 artistas -, é constituída pelo diretor artístico, Marcelo Lazzaratto e por Carol Fabri, Pedro Haddad, Rodrigo Spina, Tathiana Botth e Thais Rossi.


QUEM FAZ

Mais e Menos Dias

Texto/Direção Geral/Iluminação - Marcelo Lazzaratto

Atuação - Pedro Haddad e Rodrigo Spina

Cenografia - Júlio Dojscar

Figurino -Tathiana Botth

Música original - Dan Maia

Assistente de Direção - Thaís Rossi

Operador de Luz - Lui Seixas

Fotografia - João Caldas

Assistente de Produção – Carol Fabri

Assessoria de Imprensa - Pombo Correio

Produção - Anayan Moretto

Um projeto da Cia. Elevador de Teatro Panorâmico


PROGRAME-SE

Local - Cia Elevador - Rua Treze de maio,222 - Bexiga

Quando: de 25 de setembro a 14 de novembro - sábados e domingos às 19h

ingressos gratuitos - sympla


1/3