LABORATÓRIO PEDAGÓGICO FEMINISTA LANÇA LIVRO SOBRE TEATRO DE IMPROVISO

Um livro escrito por 12 mulheres de diferentes países da América Latina e Espanha acaba de ser lançado, apresentando uma perspectiva sobre as práticas em sala de aula quanto a diversidade, equidade e inclusão.

“Alguma vez você já se perguntou se...?” vem justamente provocar reflexões sobre as práticas em sala de aula em relação a diversidade, equidade e inclusão. Algumas perguntas do livro são específicas para o universo do Teatro de Improviso, que é acima de tudo Teatro. Daí vem a serventia para área teatral em geral.


Por oito meses, 12 mulheres improvisadoras se encontraram virtualmente no Laboratório Pedagógico Feminista de La Otra Esceña. O objetivo era partilhar e encontrar ferramentas práticas para o ensino de uma Impro (ou Teatro de Improviso) numa perspectiva mais feminista (de igualdade de direitos e desconstrução de sistemas de poder que perpetuam as desigualdades).


Todas, mesmo que de países diferentes, se viram com histórias abusivas sofridas ou testemunhadas e comportamentos e cenas em que só se perpetuavam pensamentos machistas sem qualquer questionamento.


A partir desse ponto, começaram a se questionar e, naturalmente, a discussão abraçou as questões racistas, capacitistas, homofóbicas, etc., já que o sistema de opressão em estrutura é o mesmo.


O objetivo dessas mulheres artistas e inventivas era o de partilhar as discussões e reflexões encontradas no laboratório. Então, um livro de perguntas foi o resultado, pois perceberam que as respostas tendem a mudar (e devem mudar) com o tempo e diferentes contextos.


Entre as participantes, a língua de encontro foi o espanhol, mas, até mesmo pelas diferentes nacionalidades, tiveram acesso a outras línguas e queriam muito que as reflexões se tornassem mais acessíveis a mais pessoas. Por isso o livro foi traduzido para outras cinco línguas faladas por algumas participantes. As versões estão em espanhol (original), português, inglês, francês, catalão e euskera.


Como o objetivo é promover a reflexão e contribuir da forma mais acessível possível para o respeito e espaços de liberdade igualitária de aprendizado e criação, o trabalho (que deu muito trabalho) será disponibilizado de forma gratuita. Há a possibilidade de, para quem quiser, se doar qualquer valor para que futuramente possam existir também as versões impressas do livro para distribuição, que também gratuita.


O livro foi escrito colaborativamente por 12 improvisadoras da Argentina, Brasil, Costa Rica, Espanha, França e Peru, com ilustrações de uma improvisadora ilustradora da Venezuela, Carito Delgador.


O Laboratório Pedagógico Feminista é composto pelas mulheres membro da Coletiva La Otra Esceña:

​Agostina Viglietta,

Claudia Bernabé Canals,

Elba Ruiz Morales,

Laura Andrés Morell,

María Pérez Ramis,

Sata García Molinero e

Zahira Montalvo Herrero


Há também outras profissionais que se agravaram por interesse em chamamento aberto ao Laboratório (Brenda Barrantes Requeno, Luana Proença, Mariana Palau, Raquel Racionero e Soledad Cardigni).


"Pessoalmente, eu posso dizer que a experiência de um trabalho colaborativo que encontrou a sua própria maneira com 13 vozes diferentes (estou contando a ilustração mesmo), abraçando questões tão urgentes e necessárias, foi um salve importante para esses tempos de isolamento. Mas ainda mais, porque me diz que quando aquele “normal” voltar, ele não pode ser como era. Esse livro é sim, para mim, uma ferramenta contra essa realidade desigual que a gente encontra em sala de aula, no palco, em casa, na rua e na gente", conta Luana Proença, umas as artistas do coletivo.


Neste link você pode baixar o livro gratuitamente: https://infolaotraescena.wixsite.com/laotraescena/laboratorio-y-el-libro?lang=es


Ao lado do botão de download você encontrará um para fazer uma doação cujo objetivo é o próximo passo do nosso projeto: imprimi-lo. Isso é totalmente voluntário.