top of page

FRONTEIRA FESTIVAL OCUPA O CINE BRASÍLIA

Festival Internacional do Filme Documentário e Experimental vai até domingo (3) e exibE 47 filmes de 21 países. Toda a programação é gratuita.


A quinta edição do Festival Internacional do Filme Documentário e Experimental ocupará o Cine Brasília por seis dias na próxima semana. O Fronteira vai exibir 47 filmes de 21 países entre os dias 29 de agosto e 3 de setembro. Todas as sessões têm entrada franca. A abertura acontece na terça-feira (29) às 19 horas e conta com uma estreia internacional: o filme irlandês “Eu Vejo a Escuridão”, de Katherine Waugh e Fergus Daly. Este é o primeiro programa da principal mostra do evento, Cineastas na Fronteira, que vai exibir 40 filmes, entre curtas, médias e longas.


Para o encerramento, o Fronteira terá uma sessão especial no domingo (3) com “ANHELL 69”, do colombiano Theo Montoya, filme vencedor dos prêmios de melhor filme na categoria principal e no júri popular na última edição do Olhar de Cinema de Curitiba. O Fronteira conta também com um programa de filmes exclusivo do Centro-Oeste, este ano dedicado a realizadores do Distrito Federal. É a Mostra Cadmo e o Dragão, que vai exibir, no domingo (3), cinco realizações do DF.


Nesta 5ª edição do Fronteira Festival, os filmes versam sobre reparação de direitos, liberdade e conduzem o espectador a imaginar novas realidades. O festival apresenta quatro estreias mundiais: os brasileiros “Tudo que vi era o sol” (Leo Amaral, Pedro Maia e Ralph Antunes), “Rapacidade” (Julia de Simone e Ricardo Pretti), o canadense “Frog Moon” (Noé Rodriguez) e a pequena obra-prima do DF, “Paisagem em Chamas” (Silvino Mendonça). O filme será exibido no domingo (3/9), às 17h, na Mostra Cadmo e Dragão, programa "Das nossas raízes".


Na ficção mineira “Tudo o que vi era o sol”, outra estreia mundial, o personagem interpretado por Gil Antunes, corporifica toda uma paisagem político-afetiva de uma memória proletária. O filme está na sessão de sábado (2/9), às 19 horas. Frog Moon propõe uma relação mítica com a natureza e a luz. O curta pode ser visto também no sábado (2/9), às 17 horas.



PROGRAME-SE V Fronteira Festival Evento: 29 de agosto a 3 de setembro Sessão de abertura: 29 de agosto, às 19h. Exibição de “Eu Vejo a Escuridão”, de Katherine Waugh e Fergus Daly (Irlanda). Cine Brasília, SQS 106, Brasília-DF Entrada gratuita Programação no site www.fronteirafestival.com

Comments


bottom of page