top of page
  • Editor

FESTIVAL MAGIA NEGRA ABRE CONVOCATÓRIA PARA FEIRA DE VENDAS E OFICINAS ARTÍSTICAS

Junho vai ter pé no chão, afoxé, atabaques, guias, danças e ancestralidade preta em Samambaia! A organização do Festival Magia Negra abre convocatória para quem quer participar das oficinas artísticas ou expor seus produtos em estandes de vendas no local.

Divulgação - Magia Negra

O Festival Magia Negra, que nasceu e iluminou Samambaia, segue levando abraços e sorrisos negros com três ações especiais: “Exu Nas Escolas”, “As Contas da Guia” e “Arte Política”, ocupando mais três cidades do DF e promovendo parceria com projetos e organizações importantes para a formação cultural da Capital.

 

Brasília ainda tem a característica estrutural e sociopolítica de não dispor de aparelhos culturais nas regiões administrativas e tendo no centro da cidade o maior número deles. Esse traço faz com que projetos e organizações culturais de fora do Plano Piloto, já estabelecidos e necessários à manutenção da arte e da cultura, permaneçam à margem do grande público e, consequentemente, sem serem conhecidos e frequentados.

 

Pensando em descentralizar e convergir, também em comemoração a 3ª edição, O Festival Magia Negra criou três ações que vão além da programação em Samambaia, utilizando a metáfora de espalhar folhas e cheiros nos terreiros das quebradas vizinhas até o bendito centro da Capital e ocupando os quintais amigos, o Magia vai até o Jovem de Expressão na Ceilândia, ao Sarau de Quinta em Taguatinga e ao Choro no Eixo na Asa Norte.

 

As atividades nessas cidades são um aperitivo do grande festival, que será realizado no Complexo Cultural Samambaia nos dias 14, 15 e 16 de junho, com oficinas e diversas atrações artísticas.

 

No Complexo Cultural, as salas, galpões e o teatro serão personalizados em homenagem à grandes personalidades e lideranças negras como a atriz Ruth de Souza, a poetisa Cristiane Sobral, a cantora Clara Nunes e a yalorixá Mãe Dora de Oyá, levando ludicidade e representatividade, em reverência aos que vieram antes, os nosso primeiros.

 

As atividades nas escolas se encaixam à faixa etária específicas e traz apresentações lúdicas e pedagógicas a partir das linguagens culturais, abrindo espaço para o diálogo entre convidados e estudantes no intuito de promover uma ação que seja formativa e sobretudo africanista/não racista com contação de histórias, apresentação de espetáculo cênico e passeio/aula em campo. Estas ações são exclusivas para as escolas, não abertas ao público.

 

Para participar das Oficinas Artísticas, é simples. Basta preencher o formulário e aguardar o contato da equipe com maiores informações. As vagas são limitadas e de acordo com o conceito de cada atividade formativa:  CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE PARA AS OFICINAS!

 

Agora, se você é expositor e deseja vender seus produtos artesanais, plantas, produtos específicos, alimentos e obras de arte, há outro formulário. A feira tem como conceito a valorização da economia da cultura negra, com empreendedores, artesãos, ONG’s, agrupamentos e organizações. Por meio do formulário, a equipe do Festival entrará em contato para garantir ao público uma variedade de opções: CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE PARA EXPOR SEUS PRODUTOS.

 

 

PROGRAMAÇÃO DAS ATIVIDADES FORMATIVAS

Duo Ifé - Divulgação

AS CONTAS DA GUIA

As Contas da Guia é o caminho, a passagem, o movimento inverso de levar um festival criado na periferia para demais cidades, comunidades e para o centro de Brasília. Atividades com entrada gratuita.

 

25/05 – Duo Ifé

Local: Espaço Jovem de Expressão, em Ceilândia

Horário: 19h

Parceria entre o Festival Magia Negra, o espaço Jovem de Expressão e o Baile da Capi Tal. O encontro de três linguagens de projetos culturais negros para fortalecer a identidade cultural de Samambaia e Ceilândia. O JEX é um importante centro de referência e formação juvenil e o baile é o clássico do movimento charme. O evento começa às 17h com exibição de skate e segue noite adentro com charme

 

25/05 – Atitude Feminina

Local: Sarau de Quinta na Praça Central da quadra CNF em Taguatinga

Horário: 21h

Taguatinga é a cidade dos saraus e o Magia se abraça ao Sarau de Quinta dentro da programação de premiação do Sarau na Lei Paulo Gustavo e realizam juntos uma mostra da cultura taguatinguense e samambaiense, começando às 20h.

 

26/05 – Sambadeiras de Roda e Mestre Aroeira

Local: Gramado Central da quadra 108 Asa Norte

Horário: 16h10 às 17h30 

A ocupação dos gramados centrais da Asa Norte por manifestações culturais também já é uma constante em Brasília. Este ano que o Chorinho foi tombado como patrimônio cultural imaterial brasileiro, faz jus o entrelace com o Magia, ambos celebrando a música preta. O evento começa às 12h com Choro no Eixo.

 

EXU NAS ESCOLAS

Atividades de arte e cultura que leva ferramentas conceituais às escolas e professores quanto ao ensino da cultura afro e afro-brasileira atendendo a lei 10.639/03. Atividades exclusivas para as escolas.

11/06, às 10h – Contação de histórias com o brincante, ator e professor Joelson Topete (PB)

11/06 às 15h – Apresentação do premiado espetáculo Pai Nosso, da Cia ARAR (DF) no CEM 4114 de Samambaia Norte

12/06 às 19h30  Passeio/ Aula ao Ilê Axé Toju Labá, com alunos do CEM 4114 de Samambaia Norte

 

 

ARTE E POLÍTICA – OFICINAS

Fausto Neto - Divulgação

Parte formativa, propositiva, discursiva e artística do Festival Magia Negra. Todas as oficinas serão realizadas no Complexo Cultural Samambaia, que fica na QS 301.

 

14/06 – SEXTA

19h às 23h - A Corporeidade das Pisadas do Cavalo Marinho: O ator/ brincante de uma arte ancestral, com o brincante, professor e ator Joelson Topete (PB)

A atividade propõe uma imersão teórico/prática sobre a relação da corporeidade do Ator/Brincante que se propõem e dá vida ao corpo da figura/personagem dentro do Brinquedo Popular conhecido como Cavalo Marinho, no qual ganha destaque na Zona da Mata Norte de Pernambuco, Zona da Mata Sul da Paraíba e limítrofe que divide esses grandes Estados do nordeste.

 

19h30 às 22h30 - Cenas Curtas em Teatro Negro, com Coletivo ARAR

O Coletivo ARAR tem a premissa de trabalhar o teatro negro, criado e nomeado incialmente por Abdias do Nascimento, e a partir dele criar cenas curtas, leituras identitárias e ou performances cênicas. 

 

19h30 às 22h30 - Mulher Macumbeira - Percussão inicial para mulheres em instrumentos variados com Lirys Catarina.

Lirys e o Magia acreditam que todas nós podemos tocar um instrumento e a percussão está dentro da gente, para tanto esta oficina convida mulheres com seus instrumentos percussivos para apreenderem e/ou desenvolverem os toques musicais básicos, partindo da premissa que Macumba é um instrumento musical, o resto é sanha preconceituosa. 

 

19h30 às 21h30 - Exibição do documentário “Lugar de Escuta”, de Fausto Neto, com roda de conversa.

Realizado pelo Ministério da Cultura, o documentário promove rodas de conversa entre homens, abordando temáticas diversas do universo masculino e suas interações com a sociedade de forma geral, desafiando as noções tradicionais de espaços masculinos e explorando interseções entre papéis de gênero e expectativas sociais. O filme, assim como nas rodas de conversa, aborda questões cruciais como paternagem, saúde mental e racismo, entre vários outros temas.


PROGRAME-SE

Inscrição, informações de faixa etária e demais dados das oficinas e feira nos links:

 

Acompanhe o Instagram do Festival Magia Negra e fique por dentro das novidades:

Comments


bottom of page