EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA PAREIADA

Projeto desenvolvido pelo fotógrafo Davi Mello será lançado no dia 23 de julho, no Espaço Cultural Renato Russo, com visitação aberta até agosto

Com 62 anos de fundação, o Distrito Federal acolhe uma infinidade de formas de expressão culturais perpetuadas por mestres(as) de tradição oral de distintas origens e por brincantes das novas gerações. É mergulhado neste universo que o fotógrafo Davi Mello lança a exposição fotográfica PAREIADA - Memórias Brincantes das Culturas Populares do Distrito Federal. O lançamento acontece no próximo dia 23 de julho (sábado), a partir das 15h, no Espaço Cultural Renato Russo, com palestra, roda de conversa entre artistas brincantes registrados na exposição e show com a banda As Fulô do Cerrado. Depois, a exposição fica aberta para visitação até o final do mês de agosto, sempre de terça a domingo. Toda a programação tem entrada franca e livre. Produzida a partir do olhar sedento por encantamento do fotógrafo, cordelista e comunicador brasiliense Davi Mello, a exposição PAREIADA apresenta memórias brincantes das culturas populares viventes por todo o Distrito Federal. Do Bumba Meu Boi de Seu Teodoro às Fulô do Cerrado, o projeto vai na contramão do senso comum, que diz que o DF não tem tradições culturais, para celebrar a nossa amalgada identidade, tão marcada pelos encontros. Aqui, folias e modos de vida do sertão goiano e mineiro se intercruzaram às formas de expressão herdadas dos migrantes nordestinos que ergueram a capital e ao sotaque próprio que os filhos e filhas nascidos no “quadradinho” vão aos poucos firmando.


A exposição tem como base o conceito de Patrimônio Imaterial e busca salvaguardar parte da memória cultural do DF. São 30 fotografias costuradas por estrofes de cordel escritas por Davi Mello e pela também comunicadora e cordelista Keyane Dias. Os registros foram realizados nos últimos seis anos, a partir da convivência, amizade e pesquisa imagética de Davi junto a grupos, artistas e mestres(as) brincantes. É também um desdobramento dos trabalhos realizados na Pareia Comunicação e Cultura, agência de comunicação criada em 2014, com o objetivo de divulgar as culturas populares do DF. “Essa exposição representa um entendimento e uma compreensão do que eu faço, dessa vida que se mistura com o trabalho de forma amorosa. É um resultado material, mas ao mesmo tempo subjetivo, que me faz ver a dimensão desses mais de 10 anos atuando com comunicação e cultura popular. Começo a entender a importância disso para os mestres e mestras, para os brincantes e para as pessoas que, muitas vezes, descobrem a cultura popular através do nosso trabalho”, comenta Davi Mello.


PAREIADA é organizada em seis eixos temáticos, que revelam a diversidades de saberes, fazeres e formas de expressão culturais produzidas no DF: Terra de São Saruê, com a arte de bonequeiros(as) que botam mamulengo; Coisa de Poeta Cantador(a), com cordelistas e poetas populares; Terreirada, com batuques, rodas e encantarias afro-brasileiras; A Brincadeira Já Vai Começar, com a arte da palhaçaria e do circo; Sala de Reboco, com forrós sanfonados e rabecados; e “Banda de Pife não Pode Acabar”, com grupos que ressoam ventoinhas inspiradas em Mestre Zé do Pife e outros pifeiros(as) do Brasil.


Lançamento: roda de conversa e celebração

Buscando aprofundar nas temáticas evocadas na exposição, o lançamento de PAREIADA abre com a palestra “Memórias brincantes das culturas populares do Distrito Federal”, onde Davi Mello compartilha experiências vivenciadas enquanto fotógrafo brincante. Logo em seguida, será realizada a roda de conversa “Fotografia nas culturas populares: do visível ao invisível”, com mediação da comunicadora e poeta Keyane Dias e participação de artistas brincantes fotografados na exposição: Chico Simões (Mamulengo Presepada), Lyris Catharina (Zenga Baque Angola), Fabíola Resende (Vereda dos Mamulengos), Apoena Machado (Jongo do Cerrado) e Maísa Arantes (Rebeca Sertaneja). Para finalizar o lançamento no espírito das nossas culturas populares, será realizado show de celebração com a banda As Fulô do Cerrado, regado a baião, frevo e xote.


Exposição virtual

Além do formato presencial lançado no Espaço Cultural Renato Russo, a exposição PAREIADA estará disponível no formato virtual, através do site www.pareiada.com.br. A ideia é potencializar ainda mais a divulgação da cultura popular do DF para públicos de todo o Brasil e do mundo. Na página, além das fotografias e dos versos em cordel que acompanham cada foto, haverá textos no formato de release sobre a trajetória de cada um dos grupos e artistas brincantes registrados. São histórias que atravessam a própria história da construção de Brasília e da ocupação e surgimento das diversas regiões administrativas que compõem o DF. O site também será lançado no dia 23 de julho.


O fotógrafo

Cerratense nascido em Brasília, Davi Mello é comunicador formado pela vida e pela UnB. É aprendiz, pesquisador e amante das culturas populares brasileiras, onde mantém laços de amizade e aprendizado com brincantes e mestres de tradição oral. Há mais de 10 anos atua como fotógrafo, realizador audiovisual e assessor de imprensa. Em 2014, cofundou a Pareia Comunicação e Cultura, firmando sua missão de comunicar com encantamento. Para além, brinca com pifes, batuques e principalmente com a poesia popular, publicando poesias em folhetos de cordel.


PROGRAMAÇÃO DE LANÇAMENTO

15h: Palestra de abertura com Davi Mello: “Memórias brincantes das culturas populares do Distrito Federal”

15h15: Roda de conversa “Fotografia nas culturas populares: do visível ao invisível”

- Mediação: Keyane Dias

- Com Davi Mello e convidados: Chico Simões (Mamulengo Presepada), Lyris Catharina (Zenga Baque Angola), Fabíola Resende (Vereda dos Mamulengos), Apoena Machado (Jongo do Cerrado) e Maísa Arantes (Rebeca Sertaneja).

17h: Show de As Fulô do Cerrado + abertura da exposição


PROGRAME-SE

Lançamento - Exposição Fotográfica PAREIADA

QUANDO: 23 de julho (sábado), de 15h às 18h

ONDE: Espaço Cultural Renato Russo (508 Sul)

Visitação: até 23 de agosto - de terça a domingo, das 9h às 22h

Entrada: franca

Exposição virtual (a partir do dia 23 de julho): www.pareiada.com.br

Informações: www.pareiacomunicacao.com.br

Redes: @pareiacomunicacao - www.instagram.com/pareiacomunicacao

AS MAIS LIDAS DA SEMANA...