top of page

ESTÁ CHEGANDO À CIDADE ESTRUTURAL O FESTIVAL CENA NA QUEBRADA - DF

Oito espetáculos do DF foram selecionados pela Cutucart para apresentações gratuitas entre os meses de maio de junho

Espetáculo Afeto - Foto de Diego Bresani

O Festival Cena na Quebrada celebra a arte cênica do Distrito Federal, promovendo e valorizando o teatro produzido nas periferias. Para a programação, foram selecionados trabalhos artísticos de grupos locais. Serão promovidos debates e oficinas para fortalecer a relação entre público e artistas, valorizando as histórias e culturas das comunidades e contribuindo para um diálogo mais plural e inclusivo na cadeia da produção artística local.


Com uma programação intensa e variada, o evento democratiza o acesso à cultura, privilegiando grupos que possuam narrativas que dialoguem com os temas centrais da periferia por meio de estímulo à participação da população em eventos culturais na cidade, com entrada gratuita para todos os seis dias de realização.


Serão apresentados oito espetáculos teatrais, além da realização de oficinas formativas. Cada grupo selecionado conta com ajuda de custo no valor de R$3.500,00 para viabilizar sua participação no evento.


A realização da Cutucart é outro ponto forte do Festival Cena na Quebrada, já que a produtora tem uma trajetória consolidada na promoção de eventos culturais e artísticos nas periferias do Distrito Federal, contribuindo significativamente para a difusão da arte cênica periférica e para a construção de um diálogo mais plural e inclusivo na cena artística do DF. Produtora de conteúdo cultural desde 2006, a Cutucart segue criando produções de entretenimento e oficinas formativas de cunho social em regiões administrativas. Somente no último ano, apresentou temporadas de diferentes espetáculos, ações formativas e realizou mais uma edição da já tradicional Subúrbia – Mostra de Arte e Cultura da Cidade Estrutural. Por meio dessas atividades, a equipe de produtores impulsiona novas criações e estimula o fortalecimento criativo e a identidade cultural da Cidade Estrutural.


CONFIRA A AGENDA DE ESPETÁCULOS EM ORDEM DE APRESENTAÇÃO:


A MORTE NAS MÃOS DE QUEM? - COLETIVO TRÍADE

26/05 (Sexta-feira) no Centro Cultural CREAS às 21h

16 anos

50 minutos

O coletivo "Triade - Arte, Resistência e Afeto" é um grupo teatral formado por seis artistas apaixonados por arte e engajados em fazer a diferença na sociedade. Com dramaturgia criada pelo artista Vinicius Ávlis, direção de Geise Prazeres e Luiz Lemes, o espetáculo é uma reflexão sobre a vida e a diversidade, em meio a uma realidade violenta e opressora. A frase "Viado tem que morrer" é um infeliz exemplo dessa violência que a comunidade LGBTQIAP+ enfrenta diariamente. O espetáculo traz uma mensagem necessária: não queremos morrer.


(IN)CÔMODOS: A MULHER DA PONTE - CIA. EM COMMA DE TEATRO

27/05 (Sábado) no Centro Cultural CREAS às 20h

14 anos

50 minutos

A Cia Em Comma de Teatro foi fundada em 2013 por Ernandes Silva, Ator e Diretor. São 10 anos de estrada propagando e fazendo parte diversas iniciativas. A Peça (In)Cômodos: A Mulher da Ponte chega para falar de amor e respeito às diferenças. Disposta a falar de resistência e amor, a obra, que estreou no formato virtual, ganhou força e virou presença. A produção é baseada na obra literária Aqueles Livros Não Me Iludem Mais, do premiado autor pernambucano Cícero Belmar - -e relata uma série de casos de intolerâncias por meio de uma mulher solitária (Clara Camarano) que se prostitui tendo como ponto de parada de programas uma ponte.


OUTRA HISTÓRIA DE AMOR - CIA. TEATRAL H2O

28/05 (Domingo) no Centro Cultural CREAS às 20h

14 anos

60 minutos

A Cia Teatral H2O, é uma associação cultural sem fins lucrativos fundada em março de 1998. Idealizou e produziu o I, II, III FNTB - Festival Nacional de Teatro de Bolso nos anos 2018, 2019 e 2022.A peça “Outra história de amor” fala sobre a quebra de estigmas do envelhecer por meio de um casal de idosos juntos há 45 anos. O amor é complexo e suas várias camadas continuam a ser acessadas mesmo com o passar do tempo. O casal vivido por Ruth Guimarães e Humberto Pedrancini se vê desbravando antigas e novas facetas da relação, desconstruindo e reconstruindo seus laços e mesmo com tanto tempo juntos, ainda se dão ao trabalho de investigar, dançar, questionar e - por quê não? - amar. Embarque nessa narrativa escrita e dirigida por Zé Regino.


CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO CERRADINHO - CIA. FÁBULA

30/05 (Terça-feira) na Escola Classe 01 da Estrutural às 09h

Livre

45 min

A Fábula Cia Teatral traz às crianças o universo das artes e da cultura de forma lúdica e divertida, abordando temas relevantes a serem trabalhados na infância. O espetáculo trabalha importantes temas para o conhecimento e preservação do segundo maior bioma da América Latina: o Cerrado, expondo situações com personagens engraçados e músicas autorais. No enredo, Chapeuzinho Vermelho recebe uma tarefa escolar: fazer uma redação sobre o bioma Cerrado. Empenhada em descobrir um pouco mais sobre o assunto, a garotinha curiosa vai em busca de ajuda e, direcionada por sua mãe, dona Abigail, busca a ajuda da vovó Marlene, que mora do outro lado do cerrado.


A FLOR DO SERTÃO - CIA. CIDADE DOS BONECOS

30/05 (Terça-feira) na Escola Classe 01 da Estrutural às 14h

Livre

50 minutos

Fundada no ano de 2001, desde então produziu cinco espetáculos a partir de pesquisas nas linguagens do Teatro de Bonecos, Sombras e Contação de Histórias, desenvolvendo a sua própria dramaturgia e técnicas de manipulação e construção de bonecos. A peça, ambientada no sertão nordestino e inspirada no “Mito de Perséfone”, conta a jornada de Chumbinho, aspirante ao bando de Lampião, para salvar sua amada Flor das garras de Coronel Hardes Ardente da Brasa Quente. O corajoso rapaz conhece diferentes personificações da cultura brasileira dentre eles o Homem da meia noite, Bumba meu boi e Capitão Virgulino, personagens presentes na trama que conduzem o improvável herói pelo caminho da bravura, resistência e do amor.


AFETO - GRUPO EMBARAÇA

02/06 (Sexta-feira) no Centro Cultural CREAS às 21h

12 anos

50 minutos

O coletivo surgiu em 2012, em um contexto onde a presença de atrizes e atores negros na cena local era escasso. Desde então, a companhia movimenta a cena brasiliense com seu trabalho de pesquisa e criação em que busca incorporar, amplificar e mergulhar nas histórias de uma coletividade atravessada pelo racismo. “Afeto” busca resgatar, através da poesia da cena, a subjetividade e humanidade destas mulheres que são tão violadas cotidianamente, fazendo com que o público tenha empatia com as histórias postas em cena e se debrucem neste espaço de reunião, debate e cura que o teatro promove.


{ENTRE} CRAVOS & LÍRIOS - BRS.A. COLETIVO DE ARTISTAS

03/06 (Sábado) no Centro Cultural CREAS às 20h

12 anos

75 minutos

{Entre} Cravos & Lírios é um espetáculo do BRs.a. Coletivo de artistas, grupo brasiliense que vem desenvolvendo seus trabalhos desde 2009, através do processo colaborativo. O espetáculo foi livremente inspirado nas obras "Meu primeiro amor", de Samuel Beckett, "O Capote", de Nicolai V. Gogol e na frase "ser ou não ser, eis a questão?", De William Shakespeare, que neste trabalho assume outra perspectiva: "ser ou ter, eis a questão?". Em cena, uma dupla de vagabundos excêntricos que vivem à margem da sociedade. Um deles faz do cemitério seu lar, movido pelo desejo de nunca estar longe do túmulo daquela que já foi sua amada. O outro é um andarilho que faz do lixo sua companhia mais preciosa. O encontro inusitado entre essas figuras solitárias promove fragmentos tragicamente cômicos que retratam com simplicidade vários aspectos da miséria e da poética humana, em sua nobre capacidade de viver e conviver, apesar de tudo.


CADÊ?!! - CHAMADOS LÚDICOS

04/06 (Domingo) na Praça Central da Cidade Estrutural às 17h

14 anos

40 minutos

Chamados Lúdicos é um grupo de teatro e circo há 4 anos no Distrito Federal. Fundada em 2019, o grupo busca uma vivência artística para jovens das regiões administrativas com o intuito de possibilitar que mais pessoas possam ter acesso a diversos campos artísticos e também se apresentar em espaços culturais do DF. Na obra, um questionamento: Onde andam os palhaços na pandemia? Como estão os artistas de rua? Cadê?! O espetáculo “Cadê?” é uma adaptação cênica criada durante a pandemia, que vai se ressignificando por onde passa para celebrar o reencontro de dois palhaços: Maknario e Maravilha, que prometem um dos seus melhores shows de palhaçaria pirofágica e acrobática. Internacionalmente desconhecidos… E até mesmo nacionalmente…


Os espetáculos contarão com bate papo entre artistas e público ao final das sessões.


FESTIVAL CENA NA QUEBRADA

FICHA TÉCNICA

Diretor de Produção: Wanderson de Sousa

Produtor: Lucas Isaksson

Direção Artística: Bia Oligar

Assistente de produção: Analu Rangel

Assessoria de Imprensa: Josuel Junior

Este projeto conta com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal


LINK PARA RETIRADA GRATUITA DE INGRESSOS: https://www.sympla.com.br/produtor/cutucart

Comments


bottom of page