ESPETÁCULO "TERRA EM TRÂNSITO" EM FORMATO AUDIOVISUAL

Gerald Thomas revisita o aclamado Terra em Trânsito, agora para o audiovisual, com dramaturgia reformulada para o contexto mundial da atualidade.

Luiz Maximiano

A situação chave de Terra em Trânsito (versão 2021) se mantém a mesma de 15 anos atrás: uma atriz (Fabiana Gugli) enclausurada no camarim com seus delírios, momentos antes de entrar em cena para cantar Liebestod, sua ária em Tristão a Isolda, conversando o tempo todo com um cisne judeu*. Mas para a experiência com a “nova linguagem” teatro-cinema, o autor e diretor Gerald Thomas reformulou a dramaturgia para o novo contexto político, econômico e cultural, realidades diferentes da montagem original. A dramaturgia de Thomas é sempre um desabafo a respeito do que acontece no mundo, em política, economia, cultura e trivialidades, do momento social da peça.A versão original era, entre outras coisas, um desabafo político contra George W. Bush e a atual é um desabafo contra Donald Trump e outras outras coisas mais. A proposta de Gerald Thomas para a versão teatro-cinema de Terra em Trânsito é transpor o olhar da câmera para o olhar do espelho que encara a protagonista. Neste sentido, é uma filmagem estática, inanimada, porém de forma alguma desprovida de sentido. A montagem celebra a parceria artística de mais de duas décadas entre Gerald Thomas e Fabiana Gugli. * A voz do cisne judeu é do ator Marcos Azevedo. Sinopse de Terra em Trânsito (2021) Uma solista se encontra enclausurada dentro de um camarim em pleno processo de concentração, aquecimento e delírio. Ela conversa o tempo todo com um cisne judeu enquanto o alimenta a com a finalidade de fazer foie gras. Lúdico, verborrágico, alucinado, o texto remete a grandes estrelas atormentadas, como Judy Garland ou Bette Davis. Nervosa, a diva se ajeita no espelho, fala pelos cotovelos, arruma o cabelo, o figurino, aquece a voz, dança e divaga sobre o mundo e a vida. Primeiro sinal! Continua sua maratona desenfreada de preparação. Segundo sinal! Já pronta, tenta abrir a porta. Está trancada. Berra. Esmurra a porta. Chama pelos contra regras. Terceiro sinal! Ouve aplausos. Alguém entrou em cena e começa a cantar Liebestod, sua ária em Tristão a Isolda. Como um fantasma, esquecida dentro do camarim, a ópera continua no palco, sem ela. Algo terrível ainda está por ser descoberto. Retrospectiva de Terra em Trânsito O espetáculo foi concebido por Gerald Thomas, em 2006, especialmente para a atriz Fabiana Gugli. A peça estreou no Sesc Vila Mariana e cumpriu temporadas em outras duas unidades do Sesc São Paulo, foi representada no Rio de Janeiro e viajou por dois anos pelo Brasil, recebendo ótima recepção do público e da crítica especializada: Bárbara Heliodora (O Globo), Macksen Luis (Jornal do Brasil), Edward Pimenta Jr. (Revista Bravo!), Sérgio Salvia Coelho (Folha de São Paulo). Por sua atuação, Fabiana foi indicada ao Prêmio Shell Melhor de Atriz. Também fez curta temporada, com versão em inglês, no La MaMa Theater, o mais importante teatro experimental de Nova York. Em 2007 representou o Brasil no Festival de Teatro de Córdoba, na Argentina, com versão em espanhol. Recebendo boas críticas de Cait Weiss e Beatriz Molinari, respectivamente. Em julho de 2020, foi adaptado para uma live, em única apresentação, dentro do projeto #EmCasaComSesc. QUEM FAZ Direção e Dramaturgia: Gerald Thomas Atriz: Fabiana Gugli Ator Convidado - voz do cisne: Marcos Azevedo Manipulação do cisne e Dublê de corpo: Isabela Carvalho Sound Design, Operação de Som e Trilha Original: Edson Secco Cenografia: Isabela Carvalho Figurino: Fabiana Gugli Direção de Filmagem e Edição: Leon Barbero Direção de Fotografia: Luiz Maximiano Assessoria de Imprensa: Ney Motta Fotos e Design Gráfico: Victor Hugo Cecatto Produção Executiva: Fabiana Gugli Direção de Produção: Isabela Carvalho Realização: Com Creta Produções PROGRAME-SE Terra em Trânsito Estreia dia 10 de abril de 2021, às 20h. Temporada: Dias 10, 11, 17, 18, 24 e 25 de abril, sábados e domingos, 20 horas; a partir de 1º de maio, a peça ficará disponível por 24h por dia, todos os dias, até 31 de maio. A transmissão gratuita será pela plataforma digital YouTube, com acesso exclusivo pelo link bit.ly/terraemtransito Ingresso: Transmissão gratuita Classificação indicativa: 14 anos Duração: 40 min. (aproximadamente)

Para sugestão de pauta, envie release o e-mail:

falecomportalconteudo@gmail.com

© 2019 - Conteúdo - Portal de Cultura e Arte de Brasília e do Brasil

 Editado por Josuel Junior e colaboradores       I     Web Designer: Caio Almeida

  • Instagram B&W