top of page

ESPETÁCULO "TEBAS LAND" GANHA NOVS TEMPORADA NO TEATRO POEIRA - RJ

Peça recebeu o prêmio Shell RJ de Melhor Ator (Otto Jr.) e foi indicada ao Prêmio Cesgranrio de Melhor Direção e Melhor Ator (Robson Torinni). Espetáculo também participará do Festival de Avignon, em julho, um dos eventos de teatro mais importantes do mundo

Foto: Rodrigo Lopes

Ao retratar a instigante relação entre um jovem parricida e um dramaturgo interessado em escrever a história de seu crime, o espetáculo “Tebas Land” conquistou o público brasileiro desde a sua estreia, em 2018, ganhando várias temporadas no país até a chegada da pandemia. Em 2024, a premiada autoficção, escrita pelo uruguaio Sergio Blanco e dirigida por Victor Garcia Peralta, volta em cartaz, agora no Teatro Poeira até 28 de abril. O espetáculo também participará do Festival de Avignon, em julho, um dos eventos de teatro mais importantes do mundo. Em cena, estão novamente os atores Otto Jr. e Robson Torinni, que ganharam elogios de espectadores e críticos pelo trabalho. A peça venceu os prêmios Shell RJ de Melhor Ator (Otto Jr.) e Botequim Cultural de Melhor Espetáculo, Melhor Direção e Melhor Ator (Robson Torinni). Também foi indicado ao Botequim Cultural de Melhor Ator (Otto Jr.) e Cesgranrio de Melhor Direção e Melhor Ator (Robson Torinni).

 

Inspirado no mito do Édipo e na vida de São Martinho de Tours, santo europeu do século IV, o espetáculo também revisita textos que abordam o tema da paternidade, como “Os Irmãos Karamazov”, de Dostoievski; “Um Parricida”, de Maupassant; e “Dostoievski e o Parricídio”, de Freud. O cenário reproduz a quadra de basquete de uma prisão, onde ocorrem os encontros quase documentais entre os dois personagens, duas pessoas de mundos completamente distintos. Começa, então, uma peça dentro da peça, com Robson Torinni na pele tanto do jovem assassino quanto do ator que o representa. Com esse jogo de metalinguagem, a peça propõe uma reflexão sobre construção de dramaturgia, o universo teatral e os limites entre ficção e realidade.

 

“O texto nos cativou pelos dois diferentes planos, razão e emoção, e pelo processo criativo imbuído neles, em que a dramaturgia é construída durante a ação da peça, oscilando, quase que paralelamente, entre a discussão do fato ocorrido e a construção do texto da peça que será baseada no crime”, conta Victor Garcia Peralta, idealizador do projeto junto com Robson Torinni. “Tivemos que parar o espetáculo, com plateias lotadas, no começo da pandemia. E é com muita alegria que iniciamos a nova temporada deste texto, que ganhou adaptações premiadas em uma série de países”, celebra Torinni.

 

Com sensibilidade e inteligência, o autor uruguaio Sergio Blanco expõe temas como a importância da paternidade, falta de afeto, solidão, famílias disfuncionais e falência dos sistemas prisionais. Como de praxe nas dramaturgias do autor, a peça nos faz refletir sobre problemas sociais. “Tebas Land” também nos alerta sobre as consequências dos abusos (físicos, sexuais e psicológicos) sofridos na infância, que perduram durante a vida toda das vítimas. No Brasil, um estudo revelou que, apenas no primeiro semestre de 2022, 84% das violações contra crianças de até 6 anos foram cometidas por familiares. Essas agressões têm impacto negativo a curto, médio e longo prazo na saúde física e mental das vítimas e em suas práticas parentais futuras.

 

 “A peça aborda uma questão que muito nos toca: as ligações com os pais. Nem todos podemos ser pais, mas todos somos filhos e, portanto, todos temos a experiência da descendência. É também um trabalho sobre a dinâmica do que é a engenharia da construção de uma peça, como o texto pode ser escrito”, define o dramaturgo Sergio Blanco.

 

QUEM FAZ

Autor: Sergio Blanco

Tradutor: Esteban Campanela, Robson Torinni e Victor Garcia Peralta

Direção: Victor Garcia Peralta

Atores: Otto Jr. e Robson Torinni

Cenógrafo: José Baltazar

Iluminador: Maneco Quinderé

Figurino: Criação coletiva

Trilha sonora: Marcello H

Operador de luz: Walace Furtado

Operador de som: Rodrigo Pinho

Assessoria de imprensa: Rachel Almeida (Racca Comunicação)

Designer Gráfico: Alexandre Castro

Fotografia: Rodrigo Lopes e billnog.biz

Direção de produção: Sérgio Saboya e Silvio Batistela

Produção: Galharufa Produções Culturais

Produção executiva: João Eizô Y Saboya

Realização: REG'S Produções Artísticas

Idealização: Robson Torinni e Victor Garcia Peralta

 

PROGRAME-SE

Espetáculo “Tebas Land”

Temporada: 22 de fevereiro até 28 de abril

Teatro Poeira: Rua São João Batista, 104 – Botafogo – Rio de Janeiro/RJ

Telefone: (21) 2537-8053

Dias e horários:  quinta a sábado, às 20h, e domingo, às 19h.

Ingressos: R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia-entrada)

Lotação: 145 pessoas

Duração: 1h40 minutos

Classificação: 16 anos

Comments


bottom of page