top of page

ESPETÁCULO "ENTRE PELES" SERÁ APRESENTADO NO ESPAÇO CULTURAL PÉ DIREITO - DF

Software desenvolvido pelo músico e pesquisador brasiliense Eufrasio Prates traduz toque e movimento em luz e som, e, aplicado à dança contemporânea, torna-se ferramenta de inclusão de artistas cegos e surdos.

Foto: Humberto Araújo

Projeto idealizado por Adriano Roza, Carol Barreiro e Janaina Mello traz para a cena o protagonismo de pessoas com deficiência. Para a composição do elenco, foram selecionados quatro artistas PCD amadores que passaram por três oficinas conduzidas pelos criadores do projeto e com a participação do bacharel em interpretação cênica Marcos Davi.

 

Em "EntrePeles", nome da obra e que faz referência ao contato e a interação entre os artistas, a concepção da movimentação coreográfica se deu por meio de treinamentos em Contato Improvisação. Técnica corporal que explora movimentos improvisados, em diálogo corporal com outras pessoas, criando um vocabulário cênico sensorial.

 

"EntrePeles" será apresentado no final de semana dos dias 5, 6 e 7 de julho no Espaço Cultural PÉ DiReitO, sempre às 19h30, com entrada franca e livre para todos os públicos. Para a sessão de domingo (7), será disponibilizado transporte gratuito, de ida e de volta, para pessoas cegas ou de baixa visão mais acompanhante, mediante agendamento pelo telefone (61) 9.9166-3900. Todas as apresentações contarão com Intérprete de Libras e Audiodescritor.

 

A tecnologia desenvolvida por Eufrasio Prates faz com que os movimentos dos atores sejam convertidos na projeção de elementos sonoros e visuais. “As relações estabelecidas por meio dessa experimentação direcionaram à criação sempre mediada pela direção conjunta dos artistas Adriano Roza, Carol Barreiro e Marcos Davi”, explica Janaina Mello, codiretora e também gestora do projeto.

 

"EntrePeles" teve como ponto de partida a investigação das possibilidades de diálogo entre as deficiências auditivas e visuais em cena. A obra propõe um diálogo cênico entre os poros que a pele nos tem a oferecer e a tecnologia de um software que traduz movimentos corporais em elementos sonoros e visuais. Tecendo uma rede de encontros onde o epitélio é o  da dança, o processo criativo suscitou camadas, texturas, alargou  conceitos, destitui preconceitos e estendeu e redimensionou o exercício da linguagem a que nos propomos comunicar. Esse pequeno encontro é um grande exercício que  se tornou uma espécie de prática da comunicação da linguagem não verbal (dança, teatro físico, mímica, libras) e da ação e expressão da linguagem verbal (audiodescrição como ação da palavra e não somente descrição da imagem). Essa arte de encontrar-se nos fez perceber onde a dança se encontra na encruzilhada mesma que é a vida: na pele que permeia a todos.

 

QUEM FAZ

Elenco: Adriano Roza, Carol Barreiro, Ian Harun, Janaína Mello, Jacson Vale, Marcos Davi, Clayton Eduardo e Rose Castro | Coordenação geral direção, artista criador e oficineiro:  Adriano Moreira Roza | Produção executiva, codireção artista criadora e oficineira: Carol Barreiro | Gestão executiva, artista criadora, codireção e oficineira: Janaina Mello |Codireção, artista criador, oficineiro e intérprete de Libras: Marcos Davi |Designer gráfico e visual: Iara Achkar | Midia social: Jessica Paiva | Audiodescrição para redes: Lucia Correa | Web designer: Clayton Eduardo | Iluminador: Pedro Castro Martins | Figurinista: Luciana Glapas | VJ: Aníbal Alexandre Diniz | Software: Eufrásio Prates | Assessor de imprensa: Rodrigo Machado

 

PROGRAME-SE

[Dança Contemporânea] EntrePeles

Local: Espaço Pé DiReitO

Endereço: Rua 1, Lote 23, Vila Telebrasília

Dias e horário: de 5 a 7/7/2024, sempre às 19h30

Classificação indicativa: Livre para todos os públicos

Este projeto foi realizado com recursos do FAC - Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal.

 

Na sessão do dia 7/7 - o projeto oferecerá transporte ida e volta para comunidade PCD visual. Ponto de referência: Biblioteca Braille. Horário partida: 17h30. Horário de retorno: 21h

Commentaires


bottom of page