top of page

ESPAÇO CULTURAL RENATO RUSSO RECEBE O MONÓLOGO "O PÁSSARO DA NOITE" - DF

Monólogo teatral de José Antônio de Souza interpretado por Nielson Menão e direção de Cláudio Chinaski

O monólogo O Pássaro da Noite, de José Antônio de Souza, segue em temporada até 8 de outubro no Espaço Cultural Renato Russo. Com direção de Cláudio Chinaski e interpretado por Nielson Menão, a comédia dramática narra a trajetória de uma personagem sem nome, sem passado ou futuro, perdida nos delírios de uma noite sem fim. Ela reflete sobre sua vida, seus amores, medos e esperanças, transitando entre o humor debochado, a ironia e a sinceridade própria de quem acha que não tem mais nada a perder.

Escrito originalmente antes do advento das redes sociais, o texto é um daqueles raros mergulhos na alma humana de uma época onde a interação entre as pessoas se dava somente na relação "cara a cara", tanto para o bem quanto para o mal. Na nova montagem, o diretor buscou dialogar com a sociedade que temos atualmente, mediada pelas redes sociais e por relações cada vez mais virtuais, para explorar a solidão presente no texto e realizar um espetáculo que possa dialogar com as novas gerações. “O texto preserva sua contemporaneidade ao permitir conexões profundas com o mundo em que vivemos hoje”, comenta Chinaski.

A dramaturgia apresenta no palco um processo criativo que prioriza a atuação do ator na criação de um espetáculo que reflita os arquétipos fundamentais da vida moderna: a solidão, a procura por um sentido na vida dividida entre o trabalho obsessivo e a busca frenética por escapes artificiais, a ausência de profundidade nas relações afetivas e a carência por contato humano.

A presente montagem une, pela primeira vez, o ator Nielson Menão, que comemora 60 anos de carreira, e o diretor Cláudio Chinaski, ambos artistas de consagrada carreira no teatro de Brasília. 

MAIS SOBRE O ESPETÁCULO

O ator Nielson Menão realizou a montagem deste texto no ano de 2000, tendo feito a temporada de estreia no Teatro da Caixa, em Brasília. Na ocasião, sob a direção de Gê Martu, a encenação priorizou o texto e sua estrutura poética semelhante a um fluxo de pensamento. Agora, Nielson Menão retorna a este importante texto de sua carreira, e que lhe rendeu o prêmio de melhor ator no festival de monólogos de Teresina em 2000.

Do ponto de vista artístico, a montagem é resultado de toda uma história na pesquisa de linguagens teatrais empreendidas pelo ator e pelo diretor ao longo de suas carreiras, uma pesquisa que engloba mais de 30 anos e percorreu diversos momentos importantes do teatro mundial, desde o teatro físico das décadas de 80 e 90 do século 20 até o teatro pós-dramático do século 21.

SOBRE O AUTOR

José Antônio de Sousa foi dramaturgo, letrista, novelista, redator, roteirista, escritor, diretor, ator e produtor. Nasceu em 25/10/1943, em Januária/MG, e faleceu em 16/07/2019, em São Paulo/SP. Destacou-se como novelista e autor teatral. Foi autor das novelas Tudo ou Nada, 1987, da TV Manchete e Rainha da Sucata, 1990, pela TV Globo. Participou ainda, como roteirista, da adaptação de Grande Sertão, Veredas, para a rede Globo, em 1985 e fez parte da equipe de roteiristas do programa de humor Sai de Baixo entre 1996 e 2002, também pela rede Globo. Entre seus textos para teatro destacam-se: Crimes Delicados, de 1976 e encenado sucessivas vezes ao longo dos anos, e Cantos Peregrinos, de 1987.

QUEM FAZ

Ator: Nielson Menão

Diretor: Cláudio Chinaski

Cenografia e iluminação: Pedro Sena

Fotografias, vídeos e design gráfico: Maísa Coutinho

Produção: Arte e Cena Cor e Poesia e Senhor Corvo Artes do Imaginário

Assessoria de Imprensa: Tato Comunicação 

PROGRAME-SE

Local: Espaço Cultural Renato Russo – Sala Marco Antônio Guimarães

Dias: 1, 6, 7 e 8 de outubro de 2023

Horários: Sextas e sábados às 20h, domingos às 19h.

Acessibilidade: Apresentação em Libras no dia 7 de outubro de 2023, sábado.

Valor do ingresso: R$ 40,00 (inteira), R$ 20,00 (meia-entrada de acordo com a legislação em vigor).

Classificação indicativa: 16 anos

Comments


bottom of page