EM FORMATO INÉDITO, A OBRA "BIBLIOTECA DE DANÇA" VIRA PODCAST

Histórias protagonizadas por diferentes artistas da dança entram no ar em 10 de abril - Mês Internacional da Dança.

Foto: Patrícia Almeida

Estreada em 2017, a “Biblioteca de Dança”, criação dos coreógrafos Jorge Alencar e Neto Machado, é uma instalação coreográfica que já transicionou para versão online em vídeo e que, agora, assume novo formato inédito, virando podcast. Em episódios com diferentes artistas da dança, Cami Carvalho, Fábio Osório Monteiro, Jorge Alencar, Leticia Pereira e Neto Machado narram coreografias que marcaram suas vidas. Como um livro vivo, cada participante fala e instiga dança através de suas memórias, afetos e perspectivas autobiográficas. Os audiocapítulos serão lançados no dia 10 de abril (sábado), no Spotify da Dimenti Produções Culturais, realizadora do projeto.

Se a palavra falada e a contação de história já eram componentes fundamentais do trabalho nas versões presenciais – apresentadas em bibliotecas – e audiovisuais – realizadas em plataformas digitais –, no podcast, a palavra se potencializa, tornando-se a principal matéria de produção de memórias coreográficas. “Voz é corpo! Oralidade é corporalidade!”, afirmam os diretores. Cada episódio traz uma história de dança em que palavras e trilha sonora ativam descrições de movimento, sensações corporais, aspectos espaciais e contextos para que o público se aproxime da experiência de cada artista, como se estivesse junto, assistindo à obra que suscitou todas aquelas lembranças.

Este lançamento integra o projeto “Despir o Tempo”, em que a Dimenti propõe vislumbrar na dança a grandeza do tempo, através de uma série de ações que têm a memória como motor criativo e obras de dança pré-existentes como matéria de criação para novos trabalhos. No início de março, foi estreado o conjunto de vídeos-performances “Web-Strips”, numa inusitada e bem-sucedida temporada de exibições na função “Amigos próximos” dos stories da página de Instagram, alcançando repercussão nacional.

“Despir o Tempo” tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

HISTÓRICO DA BIBLIOTECA DE DANÇA – Membros da Dimenti, Jorge Alencar e Neto Machado desenvolveram a “Biblioteca de Dança” em três residências artísticas internacionais: Akademie Schloss Solitude (Stuttgart – Alemanha), #StationONE – Service for Contemporary Dance (Belgrado – Sérvia) e Graner – Centro de Creación Del Cuerpo y el Movimiento (Barcelona – Espanha), com apoio da Fundação Nacional de Artes (Funarte). A obra já circulou por diversas cidades do Brasil, passando por eventos e espaços como a Bienal Sesc de Dança (Campinas/SP), Festival Internacional de Artes Cênicas da Bahia – FIAC Bahia e Jornada de Dança da Bahia (Salvador/BA), Centro de Dança do Distrito Federal (Brasília/DF), Sesc Pompeia e Sesc Avenida Paulista (São Paulo/SP) e Quinta Semana da Dança da UFSC (Florianópolis/SC). Em 2019, foi realizada na cidade de Stuttgart (Alemanha), como parte do projeto “Das Festival”, da dupla Herbordt/Mohren. Em 2020, o trabalho recebeu uma adaptação audiovisual chamada “Deixa Eu te Contar”, em parceria com o Festival Paralela (Uberlândia/MG), e foi também realizado em formato de live pelo projeto #EmCasaComSesc do Sesc Ao Vivo. Já em 2021, uma adaptação em vídeo, com 10 volumes, foi lançada pelo Sesc Avenida Paulista, da cidade de São Paulo, em suas redes sociais, alcançando uma audiência de 28 mil pessoas.

PROGRAME-SE

[Projeto Despir o Tempo]


BIBLIOTECA DE DANÇA

Podcast dançado

Lançamento: 10 de abril de 2021 (sábado)

Onde: Spotify da Dimenti Produções Culturais

Classificação indicativa: Livre

Direção e concepção: Jorge Alencar e Neto Machado

Criação e performance: Cami Carvalho, Fábio Osório Monteiro, Jorge Alencar, Leticia Pereira e Neto Machado

Trilha sonora original e mixagem: Luciano Salvador Bahia

Direção de produção: Ellen Mello

Equipe de produção: Fábio Osório Monteiro, Marina Martinelli e Trini Opelt

Financeiro: Marília Pereira

Comunicação: Marcatexto

Realização: Dimenti Produções Culturais

QUEM FAZ

· Cami Carvalho: artista do movimento, foi amante do balé clássico até torcer o pé. Foi quando passou a ter vontade de só dançar com os pés descalços, integrando companhias em Goiânia e em Salvador, aprofundando técnicas e ferramentas de improvisação.

· Fábio Osório Monteiro: artista baiano, baiana de acarajé, produtor cultural, é ator e dançarino com 25 espetáculos na carreira. Investiga os lugares do corpo negro na cena e as concepções da arte como trabalho na nossa sociedade.

· Jorge Alencar: envolve-se com dança, teatro, audiovisual, arte drag, comunicação, curadoria, escrita, educação. Anda criando striptease, série de TV, melodrama, livro infantil. Tem ativado o chakra da memória nas artes.

· Leticia Pereira: ex-atleta de ginástica rítmica, é bailarina, modelo, acadêmica de Educação Física e instrutora de alongamento e flexibilidade.

· Neto Machado: dançarino, coreógrafo, ator, comunicador, já circulou por mais de 50 cidades brasileiras e 10 países. Formado em Teatro e em Dança, movimenta temas como memória, infância e cultura pop em suas obras.

AS MAIS LIDAS DA SEMANA... 

1/3