top of page

DENEIR MARTINS E RAIMUNDO RODRIGUEZ ABREM TEMPORADA 2023 NA REAL GALERIA DE ARTE CONTEMPORÂNEA - RJ

Em cartaz a partir de 23 de março, exposição reunirá mais de 30 obras dos artistas fundadores do movimento O Imaginário Periférico.

A Real Galeria de Arte Contemporânea, em Copacabana, abre sua temporada 2023 com a exposição Deneir Martins e Raimundo Rodriguez. Os artistas, amigos há mais de 30 anos e fundadores do movimento O Imaginário Periférico - junto com Jorge Duarte, Ronald Duarte, Julio Sekiguchi e Roberto Tavares -, coletivo nascido na Baixada Fluminense em 2002, ganham pela primeira vez uma mostra só para eles. A partir de 23 de março, a dupla apresenta ao público mais de 30 trabalhos, entre fotografias, pinturas, objetos e assemblages.

Com trabalhos em importantes coleções nacionais e internacionais, Deneir utiliza alumínio reciclado, alfinetes e madeira para dar vida a 12 obras produzidas nos últimos seis anos. “Costumo dizer que sou um artista vira-lata. Uso muitos materiais descartados. Procuro explorar texturas, cores, flexibilidade, visualidade plástica. Busco movimento, interatividade e volume”, explica.

Deneir apresenta quatro obras inéditas, com um carinho especial pelo Galo da Madrugada, uma homenagem ao tradicional bloco do Recife, produzido durante a pandemia, em 2021. “Utilizo a madeira como base, embalagens de spray de desodorante, pois não enferrujam, depois recorto as rodelinhas. Foram cerca de 7 mil pedacinhos. Levei quase três meses para concluir”, lembra o artista.

Raimundo Rodriguez oferece um apanhado de seus trabalhos, com diferentes séries concluídas a partir de 2015. Em “Trevo da Sorte” o artista usa dobraduras de cartas de baralho e notas de dólar simulacro, “Metendo a mão em Da Vinci” reúne fotografias feitas com celular, enquanto “Mimetização de Interiores” apresenta pinturas sobre folhas de revistas de decoração. “Fiz alguns trabalhos também em homenagem a artistas amigos e admirados, como Jorge Duarte, Rosana Ricalde e Timbuca”, conta.

O artista está sempre ligado às origens nordestinas e aos exemplos que teve em sua trajetória, como o do amigo Deneir. “Nós temos uma admiração profunda um pelo outro. Sempre queremos agregar, juntar pessoas. Essa é a ideia da arte. Jamais abandonamos o periférico, a Baixada”, orgulha-se Raimundo Rodriguez, que vive em Nova Iguaçu.

Sobre os artistas

Deneir Martins – Nascido em Campos dos Goytcases, em 1954, o artista vive em Magé. Como arte educador, ministrou oficinas em vários museus, centros culturais, instituições, festivais e eventos, entre eles: MAC-Niterói/RJ, MNBA/RJ, Paço Imperial/RJ, Museu Chácara do Céu/RJ, MHN/RJ, UERJ, UFF, UFRJ, PUC-RJ, além de Escolas Públicas Brasil afora. Suas obras integram seletas coleções no Brasil e no exterior tais como: Coleção Gilberto Chateaubriand/MAM-RJ, Coleção Sattamini/MAC-Niterói/RJ, Museu Histórico Nacional/ RJ e Museu Chácara do Céu/RJ. Participou de algumas Feiras de Arte entre elas SP-Arte e a Pinta Art Fair. A convite da Secretaria de Estado de Cultura, representou o Brasil no Ano do Brasil na França em Paris.

Raimundo Rodriguez – Artista visual, diretor de arte e animador cultural, seus trabalhos estão em importantes coleções no Brasil e no mundo. Assinou projetos especiais de artes na TV Globo, como nas minisséries Hoje é Dia de Maria, a Pedra do Reino e Capitu. Nasceu no Ceará, em 1963, e mudou-se com os pais, ainda criança, para o Rio de Janeiro.

Há seis meses está à frente do T.r.i.p.l.e.x (território regional independente, plural e experimental)/Caza Arte Contemporânea. O ambiente alternativo dedicado à arte divide espaço com um escritório jurídico em prédio histórico na Rua do Rosário, no Centro.

PROGRAME-SE

Deneir Martins e Raimundo Rodriguez

Visitação: Até 31/05 de 2023. De segunda a sexta-feira, das 12h às 17h. Os horários também podem ser agendados pelo telefone (21) 2546-6565.

Local: Real Galeria de Arte Contemporânea – Av Princesa Isabel, 500, Copacabana, dentro do Real Residence Hotel

Entrada gratuita

Comments


bottom of page