© 2019 - Conteúdo - Portal de Cultura e Arte de Brasília e do Brasil

 Editado por Josuel Junior e colaboradores       I     Web Designer: Caio Almeida

  • Instagram B&W

Para sugestão de pauta, envie release o e-mail:

falecomportalconteudo@gmail.com

  • Josuel Junior - Editoria

CIA. PLÁGIO DE TEATRO IRÁ PARTICIPAR DE FESTIVAL EM PORTUGAL

A Plágio de Teatro é uma das 18 companhias que fazem parte da programação do FITA - Festival Internacional do Alentejo, em Portugal.

Criada em 2007, a Cia. Plágio de Teatro marcou o encontro de ótimos profissionais de Brasília para produção de diferentes espetáculos. No repertório do grupo, espetáculos como "O Homem de Buenos Aires", "Uma ilha para três", "Você não é perfeita. Tchau!", "As Invejosas", a polêmica "Nunca fui santo", o consagrado "Cru", que se transformou em filme, e as recentes "Noctluzes", "A autópsia de um beija-flor" e "Atrás das Paredes".


"Noctluzes" é um soco na alma. Junta três atores que nos fazem pedir aos deuses do teatro que sejamos um dia tão bons quanto eles. No enredo, um homem que sente culpa pela morte dos outros, um cego e os resquícios de sua infância e um marido virgem à procura de doação de sêmen para a esposa. Pois bem... não se engane com esse resumo. A peça é arrebatadora! Do cenário, aos figurinos, sem contar a inteligente e refinada trilha sonora incidental, que dá todo o clima subliminar à caixa cênica. Ao mesmo tempo é teatro com elementos estéticos e conceituais quase cinematográficos que utiliza da criatividade para gerar o clima de crônica entre o suspense e o humor.

"Noctluzes" já esteve em cartaz diversas vezes por todo o país. Agora, é hora de encantar e provocar o público de Portugal, dentro do FITA.


O FITA - Festival Internacional de Teatro do Alentejo é uma produção da Lendias d'Encantar - LdE , estrutura artística financiada pela Direção-Geral das Artes , com o apoio à divulgação da RTP2, Antena1 e Rádio Voz da Planície . 18 obras de 11 países diferentes farão parte da programação, que vai do dia 12 ao dia 21 de março de 2020. A ida da companhia para Portugal faz parte do projeto #Conexão Cultura.

QUEM FAZ A OBRA

Texto: Santiago Serrano

Direção e tradução: Sérgio Sartório

Co-direção: Rachel Mendes

Elenco: Chico Sant’Anna, Sérgio Sartório e Vinícius Ferreira

Iluminação: Sérgio Sartório e Vinícius Ferreira

Cenário e figurino: Roustang Carrillho

Trilha sonora: Tomás Seferim

Direção técnica: Chico Sassi

Direção de Produção: Guilherme Angelim

Assistente de produção: Daniela Vasconcelos