"CARTAS LIBANESAS - A IMIGRAÇÃO NA FORMAÇÃO DO BRASIL"

Idealizado e estrelado por Eduardo Mossri, espetáculo tem como tema central a imigração abordando os desafios daqueles que deixaram seus países de origem.

Foto: Brunno Martins

O espetáculo “Cartas Libanesas – A Imigração na Formação do Brasil” ganha nova temporada online entre 5 e 21 de novembro. Idealizada e estrelada por Eduardo Mossri, a peça conta a história de Miguel, um jovem libanês que vem para o Brasil com o intuito de prosperar e voltar à sua terra, onde deixou a esposa grávida. Ao mesmo tempo em que se encanta com o país, ele precisa enfrentar o preconceito, as dificuldades com a língua e a saudade da família. As apresentações acontecem de sexta a domingo, com distribuição gratuita de ingressos pela plataforma Sympla. O patrocínio é da ELETROBRAS FURNAS.

Escrito a partir de cartas reais trocadas entre os avós libaneses de Eduardo Mossri no início do século passado e de relatos verídicos de outros imigrantes, o monólogo lança um olhar para a imigração na formação do Brasil, levantando questões como identidade cultural, preconceito, memória, raízes, migração, ancestralidade e direitos humanos. A dramaturgia é de José Eduardo Vendramini e a direção é de Marcelo Lazzaratto. Com uma nova roupagem para o audiovisual, “Cartas Libanesas” tem figurino de Fause Haten e trilha inédita de Gregory Slivar, composta especialmente para a temporada online. Além de Mossri, Lazzaratto e Haten têm ascendência libanesa. Mossri também assina o roteiro da versão audiovisual de “Cartas Libanesas”, ao lado Karen Menatti e Flavio Barollo

Por “Cartas Libanesas”, Eduardo Mossri foi convidado para estrelar a novela “Órfãos da Terra”, de Duca Rachid e Thelma Guedes, na Rede Globo, com um papel de destaque de um médico sírio em situação de refúgio. A peça foi indicada aos prêmios Shell, APCA e Aplauso Brasil de Melhor Autor de 2015, tendo sido apresentada nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Piauí, além de sessões internacionais no Marrocos e no Líbano.

“Em todo trabalho que eu faço, meu grande objetivo é fazer com que ele possa circular. Gosto de ver o espetáculo chegar aos mais diferentes públicos, além do eixo Rio–São Paulo. Infelizmente uma pandemia mundial inviabilizou essa circulação presencial, mas, assim como toda a classe artística, fomos desafiados a arranjar formas de seguir e, essa versão online do projeto é uma resposta a isso, uma obra totalmente inédita e tão potente quanto a versão presencial”, explica Mossri. “E quando for possível, voltaremos a encher teatros e a circular nos mais diferentes estados. Esse desejo em mim não muda!”, almeja.

A temporada virtual de “Cartas Libanesas” é uma realização da BOBOX Produções, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal, com o patrocínio da Lei de Incentivo à Cultura e ELETROBRAS FURNAS, e o apoio cultural do Museu da Imigração e Museu do Café do Estado de São Paulo.

WORKSHOP VIRTUAL

No workshop online “O ator contador de suas memórias”, Eduardo Mossri vai falar sobre a pesquisa no processo de criação de “Cartas Libanesas”, promovendo o resgate de histórias próprias e a escrita dramática como estímulo do imaginário pessoal e criativo do ator. O evento é voltado para atores, estudantes e interessados no assunto, a partir dos 18 anos e residentes do Rio de Janeiro. No workshop, Mossri vai promover dinâmicas, jogos e técnicas pré-expressivas que podem contribuir na reflexão de experiências, memórias e ancestralidade como um dos caminhos no fazer teatral.

SOBRE EDUARDO MOSSRI

Bacharel em Interpretação pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP). Com uma carreira de 20 anos, com forte presença no teatro e no audiovisual. Entre seus inúmeros trabalhos no teatro, destacam-se, além de cartas “Libanesas”, o monólogo dramático “Ivan e os Cachorros”, de Hattie Naylor, espetáculo de abertura do Festival da Cultura Inglesa e vencedor dos Prêmios Myriam Muniz de Circulação, Caixa Cultural, Circuito Paulista e Viagem Teatral do Sesi. Na TV, seus últimos trabalhos são a série “Escola de Gênios” e a novela “Órfãos da Terra”, de Duca Rachid e Thelma Guedes, ambas produções da Rede Globo.

SOBRE A COMUNIDADE LIBANESA NO BRASIL

A comunidade libanesa que vive no Brasil, formada em sua maioria por descendentes, obtém a marca expressiva de ser maior do que a própria população do Líbano. São quase 10 milhões de libaneses e descendentes em território brasileiro, contra 3,5 milhões que vivem no Líbano. Em 2020, comemorou-se 140 anos do início oficial da imigração árabe no Brasil, com chegada dos primeiros imigrantes, onde muitos se tornaram grandes figuras emblemáticas e de grande importância na sociedade brasileira. Os clãs Jafet, Jatene, Murad, Saad, Maksoud, Abdallah, Abujamra, Khoury, Haddad, Temer, Jereissati, Yazigi, Nader, Nassif, Takla e Duailibi são famílias com forte representatividade no comércio, na indústria, na medicina, na política, na cultura, para citar apenas alguns setores.

PROGRAME-SE

Cartas Libanesas – A Imigração na Formação do Brasil

Temporada: de 5 a 21 de novembro – apresentações de sexta a domingo (com o ingresso, o espetáculo pode ser assistido a qualquer horário)

Ingressos gratuitos: Sympla www.sympla.com.br/produtor/cartaslibanesas

Duração: 80 minutos. Classificação indicativa: 12 anos

Workshop online “O ator contador de suas memórias”

Datas: 04, 11 e 18/11, das 19h às 22h

Inscrições gratuitas: www.cartaslibanesas.com.br

Classificação etária: a partir de 18 anos

QUEM FAZ

Texto: José Eduardo Vendramini

Direção e iluminação: Marcelo Lazzaratto

Criação audiovisual: Flávio Barollo

Adaptação do roteiro da peça: Karen Menatti, Flávio Barollo e Eduardo Mossri

Ator e idealizador: Eduardo Mossri

Coordenação de produção e produção executiva: Arlindo Bezerra (BOBOX Produções)

Trilha sonora: Gregory Slivar

Cenário: Renato Bolleli

Figurinos: Fause Haten

Operador de som e luz: Renato Garcia

Assistente de direção: Wallyson Motta

Preparação vocal: Rodrigo Mercadante

Visagismo: Nael Kassees

Fotógrafo: Brunno Martins e Leekyung Kim

Direção de comunicação: Nathalia Santana

Gestão de mídias sociais: AKA Club Mídia

Designer gráfico: FilipeAnjo

Assessoria de imprensa no Rio de Janeiro: Paula Catunda e Catharina Rocha

Produção no Rio de Janeiro: Carin Louro

Produção técnica: Rafael Telles

Produção Santos (Gravações): Lilian Assumpção

Produção São Paulo (Gravações): Eduardo Mossri

Assessoria administrativa: Ana Paula Medeiros (House Cultura)

Site: Referência Comunicação

AS MAIS LIDAS DA SEMANA...