ARTISTAS DE BRASÍLIA EXPERIMENTAM FINANCIAMENTO PARA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL

Curta-metragem NFTrade foi selecionado para o Festival de Cinema de Brasília e agora está disponível gratuitamente na internet.

Como forma de explorar as fronteiras de uma tecnologia que deu o que falar em 2021, um grupo de artistas de Brasília produziu um filme para falar sobre NFTs. Segundo o diretor da obra, Thiago Foresti, o objetivo é experimentar uma forma alternativa de trazer recursos para a produção audiovisual independente, e também divulgar artistas da capital que já trabalham com essa tecnologia. "O cinema é uma arte cara e por vezes de difícil acesso. Queremos explorar os NFTs como uma forma de continuar produzindo audiovisual independente. Ao mesmo tempo quisemos fazer uma homenagem aos artistas da nossa cidade que estão explorando essa tecnologia”, diz o diretor.

O filme conta a história de uma negociação no sítio do personagem interpretado pelo ator brasiliense José de Campos. Barreto é um produtor de hortaliças orgânicas que gosta de vender sua produção por moedas não convencionais. Participam também da obra o ator Wellington Abreu e a atriz mirim Mariah Praiah. A obra gira em torno dessa negociação e o espectador tem uma pequena surpresa no final. Segundo Attilio Zolin, produtor e diretor de fotografia, o filme é uma obra para discutir o valor que atribuímos às coisas e um registro de uma época caracterizada por profundas mudanças econômicas. “A tecnologia do blockchain chegou pra ficar. O filme é um registro artístico divertido de como nossa sociedade está lidando com essas mudanças”, explica o rpodutor. “Por mais insólito que possa parecer, tudo o que vemos na tela é passível de acontecer nos dias de hoje. ”

NFTrade foi selecionado para mostra Nacional do 54º Festival de Cinema Brasileiro de Brasília e agora está disponível na internet. Os NFTs do filme estão sendo vendidos por meio da plataforma OBJTK e os interessados podem adquirir os tokens não fungíveis por meio da moeda virtual Tezos, que também é citada no filme. “Cada artista que participou da realização do filme tem um token disponível na nossa lojinha. Se você gostou da trilha sonora do filme, pode comprar o token do Arthur Egydio, se gostou da atuação do Barreto, pode comprar o token do Zé de Campos. Todo recurso desses tokens será revertido para esses profissionais”, explica o diretor.

NFT - É a sigla em inglês para Token Não Fungível (Non-Fungible Token). NFTs são a grande novidade na internet, a palavra foi escolhida pelo dicionário Collins como o termo do ano em 2021. Basicamente os NFTs são tokens digitais criptográficos que representam algo único dentro do universo virtual.

Sobre o diretor: Thiago Foresti (39) é roteirista, diretor e produtor audiovisual do Distrito Federal. Entre seus filmes estão o curta Escola Sem Sentido, Algoritmo e Invasão Espacial. Ele já conquistou prêmios no Festival de Gramado, de Recife e Brasília. Sua produções refletem assuntos contemporâneos e exploram o insólito da pós-verdade.

AS MAIS LIDAS DA SEMANA...