top of page

ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA O II FEST LIRA, QUE SELECIONARÁ 16 PROPOSTAS DO DF

O III Fest Lira é um festival arte-educativo idealizado pela atriz, diretora e produtora cultural Naiara Lira.

Naiara Lira é agitadora cultural do DF e está sempre envolvida nos melhores rolês da cidade

Um festival arte-educativo que desenvolve atividades de capacitação, qualificação e atuação profissional em áreas da cultura, em prol da disseminação de conhecimento e ampliação de acessos e oportunidade


Programado para acontecer de 08 a 19 de julho de 2024. O III Fest Lira conta com atividades que visam: capacitar jovens e adultos para atuação profissional em diferentes áreas da cultura; e promover eventos acessíveis com participação da comunidade em que estão inseridos.


Este chamamento irá selecionar artistas independentes do Distrito Federal e Entorno prioritariamente para artistas negros, indígenas, trans, gordos (corpos dissidentes) para realização de apresentações de Teatralidades (circo, teatro, dança, performance e etc) com repertório autoral.


Podem se inscrever artistas com apresentações solo, duos ou trios, podendo apresentar até dois espetáculos por cadastro, tendo apenas uns dos espetáculos como solo.

O festival irá selecionar 16 PROPOSTAS a serem apresentados duas vezes no dia selecionado, de manhã e à tarde. Os 3 finalistas se apresentaram mais uma vez no dia 19 de Julho.

PREMIAÇÃO

1º Lugar: R$1.500,00

2ºLugar: R$1.000,00

3º Lugar: R$500,00


Por se tratar de mostra competitiva, as votações ocorreram até o dia 18 de julho pelos alunos e no dia 19 de julho a final para o público aberto.

PREENCHER O FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO CORRETAMENTE (https://forms.gle/P1xwo4S4UnXe1o9C9)


PROPOR APRESENTAÇÃO COM REPERTÓRIO AUTORAL DE 20 MIN DE DURAÇÃO;

EMITIR NOTA FISCAL;


AS APRESENTAÇÕES TERÃO QUE SE ADAPTAR AOS RECURSOS QUE O FESTIVAL VAI OFERECER


Naiara trabalha com produção cultural há 18 anos e vê na arte um instrumento de mudança da sociedade. “O plano é e sempre foi utilizar a arte e a cultura como ferramentas de ascensão social e distribuição de renda para pessoas periféricas. Vamos mostrar que é possível viver de arte”, diz

Comments


bottom of page