top of page

A FORÇA DO COMPLEXO CULTURAL DE PLANALTINA

Inaugurado em 2018, o Complexo Cultural de Planaltina desponta como palco de efervescência artística e social, tanto para a comunidade local quanto para os agentes culturais, que exercem seu protagonismo por meio de uma programação diversificada.

Arte sobre fotos de Nityama Macrini e Reprodução de Redes Sociais

Durante décadas a população de Planaltina lutou pela construção de um espaço cultural público na cidade mais antiga do Distrito Federal. Por volta de 1990, o desejo foi atendido com o funcionamento do espaço provisório da Casa de Cultura. Após seu fechamento, em 1995, os artistas passaram a dividir os espaços existentes com atividades esportivas e sociais, enquanto esperavam o cumprimento da promessa de construção da nova Casa de Cultura.


Em 2016, foi assinado o contrato para construção do edifício. As obras foram fiscalizadas pela comunidade cultural representada pelo grupo “União de Forças! Um complexo em movimento” e pelo Conselho Regional de Cultura, que velaram atentamente por sua conclusão. Em 2018, a obra foi, enfim, concluída, movimentando a cena artística da cidade.


Junior Ribeiro - Reprodução: Redes Sociais

Quem assina a gerência do CCP é o ator, professor, diretor e gestor cultural Junior Ribeiro. Bacharel em Interpretação Teatral pela Faculdade de Artes Dulcina de Moraes, foi eleito Conselheiro Regional de Cultura de Planaltina em 2016, compondo uma das vagas ao pleito. Foi diretor de encenação da “Via Sacra ao Vivo de Planaltina” do Morro da Capelinha, considerada a maior encenação a céu aberto do Centro Oeste, e uma das maiores do País, com 1400 membros, mais de 900 atores, e mais de 1km de extensão.


Como professor de artes do Centro de Ensino Médio 02 de Planaltina, Junior desenvolveu diversos projetos culturais com alunos do segundo e terceiro ano do Ensino Médio. Dentre eles, o projeto "Vidas Secas", que consolidou a montagem de um espetáculo teatral com 100 alunos após um estudo minucioso da obra de Graciliano Ramos como preparação para o PAS – Processo de Avaliação Seriada da UnB. Mais tarde, esse projeto foi apoiado pelo Fundo de Apoio a Cultura e oportunizou os alunos do CEM 02 de Planaltina a vivenciarem todas as etapas de um espetáculo profissional. A peça alcançou público inesperado nas três sessões realizadas, obtendo sucesso e forte engajamento da comunidade escolar, sendo convidada posteriormente para a Bienal do Livro de Brasília.


Em 2018 foi nomeado Gerente do Complexo Cultural de Planaltina e recebeu a missão de Inaugurar o referido espaço tão desejado pela classe artística. Júnior se mantém como gerente, auxiliando a Secretaria de Cultura e Economia Criativa nas melhorias da sua estrutura física, no fomento a cultura, bem como na formação de públicos e plateias.


Desde a sua inauguração o CCP tornou-se ponto de encontro dos artistas, da comunidade cultural e da sociedade como um todo. Mais de 100.000 pessoas frequentaram o espaço em seus quase quatro anos de história.


Já recebeu eventos como o Festival Parque Sucupira de Música Popular Brasileira; a I Mostra de Dança de Planaltina; a Descentralização do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro; o Encontro de Folias de Reis do Distrito Federal; a Mostra de Cinema e Direitos Humanos; o Encontro de Violeiros e Violeiras do Distrito Federal e outros eventos e projetos financiados pelo Fundo de Apoio a Cultura.


"Naturalmente, há ainda desafios. O Complexo Cultural de Planaltina sofreu as consequências da pandemia assim como diversos equipamentos culturais. O fechamento do espaço impossibilitou a realização de eventos, e com isso, após a reabertura, existe uma certa dificuldade na formação de plateias. Há ainda um desconhecimento por parte da comunidade em relação à existência de um espaço cultural no centro de Planaltina", comenta o gerente Junior Ribeiro.


Gradativamente, o público irá se apropriar desse espaço que lhes é de direito. É importante lembrar que as companhias e grupos teatrais podem contribuir com a difusão das atividades por meio de suas assessorias de imprensa, pois o trabalho de difusão deve ser mútuo - uma relação entre o próprio Complexo e os responsáveis pelas ações artísticas que compõem a programação.


O QUE VEM POR AÍ?

Acima: Nany People / Abaixo: Gigante pela própria natureza

Recentemente, grupos de comédia têm participado da programação do Complexo por meio de parceria com a Z3 Eventos. Nany People abrilhantou os palcos do CCP com o espetáculo de comédia "TsuNany". Outra atração de comédia já confirmada é o espetáculo "A gente vévi", com o humorista Emerson Ceará, numa apresentação única agendada para o dia 01 de outubro.


E nesta semana (entre 01 e 06/09) entra em cartaz o espetáculo "Gigante pela própria natureza". Dirigida por Pedro Ribeiro, a obra partiu de experiências vividas, reflexões sobre racismo e negritude colhidos na comunidade da Fercal (DF). A dramaturgia é construída com base nos relatos dos próprios jovens negros envolvidos na obra e em materiais coletados durante uma oficina teatral realizada anteriormente. Na temporada realizada no Complexo Cultural todas as sessões serão mediadas por uma arte-educadora que acompanhará o processo da temporada do espetáculo. Haverá também a presença de uma intérprete em Libras que participa da própria peça.


A partir do hino nacional brasileiro, coloca-se em cena questionamentos sobre a dinâmica estrutural do nosso país, que parece determinar insistentemente lugares por meio de critérios pautados na cor da pele. Um espetáculo poético, político e pedagógico que evidencia a potência do teatro enquanto ferramenta social de luta e resistência. Clique aqui para ver a programação.

Complexo Cultural - Divulgação

O Complexo Cultural de Planaltina é um espaço cultural criado e administrado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal, localizado no centro da Região Administrativa de Planaltina e tem o objetivo de fomentar a diversa produção cultural da cidade e do DF.


A estrutura encanta. O edifício possui estrutura para receber espetáculos teatrais, mostras, festivais, shows, recitais, feiras, exposições e outras ações culturais, com área de 1160m², contando com teatro (que se adapta em formato semiarena), galeria de exposições e cineteatro.


Como chegar?

Av. Uberdan Cardoso, Setor Administrativo, Via WL 02, Lote 02 – CEP: 73.310-100

Contatos: gccp@cultura.df.gov.br

Visitação: De segunda-feira a sexta-feira das 9h às 17h (nos dias de eventos, conforme programação).

Comments


bottom of page