ÓPERA MASSACRE SEGUE EM CARTAZ POR MG

A angústia crescente provocada pelos momentos mais dramáticos da pandemia se tornou inspiração para a criação do espetáculo “Ópera Massacre", do diretor e historiador Gustavo Des.

Além das angústias, os tantos absurdos que permearam o noticiário durante o período também o influenciaram na construção do texto.


Nesta trama inusitada, uma família entra em colapso quando se vê obrigada a preparar o velório da matriarca, uma distinta cantora de ópera que trás consigo uma particularidade: se recusar a morrer. Bastante existencialista, o enredo é marcado por aflições de todos os tipos: calvície, iminência de morte, falta de cadeiras e, consequentemente, um desejo incontrolável de sentar.


Nesse processo, grandes artistas com seus instrumentos afinadíssimos, chegaram para compor a orquestra e dar vida aos personagens, incluindo um ator vindo de São Paulo (Tom Garcia) vencedor do prêmio de melhor ator pelo espetáculo "Os que esperam a hora de morrer" no Festival Curta Teatro, concorrendo com outros 20 estados brasileiros, que abraçou Minas Gerais por acreditar no projeto, e a atriz e compositora mineira Clarice Carvalho, indicada ao Prêmio Copasa Sinparc (2019) como melhor atriz coadjuvante. Além de Michielini, Garcia e Carvalho, o elenco também conta com: Axwell Godoi, Laura Damada, Thiago Latalisa e Gabriel Oliveira. A produção ficou por conta de Ramon Moreira, que além de produtor de conteúdo também foi coordenador de comunicação do Corre Criativo.

Tom Garcia (foto) faz a protagonista Dolores Willard, a matriarca

A peça tem sua estreia marcada para os dias 4 e 5 de junho, no Cine Theatro Brasil Vallourec, e de lá seguirá para o Teatro da Funart MG nos dias 17, 18 e 19 de junho. E no Teatro Feluma, onde fará apresentações nos 25 e 26/06. Ingressos já à venda na bilheteria dos teatros ou pela internet.


Sinopse:

Como num recital improvisado de manicômio ou uma ópera regida pelo mestre horror, “Ópera Massacre” é um oportuno encontro da tragicomédia e o gênero do absurdo. Inesperado, caótico e, ao mesmo tempo, extremamente sólido na sua dimensão humana. Nesta trama mirabolante uma família entra em colapso quando se vê obrigada a preparar o velório da matriarca, uma distinta cantora de ópera com um defeito singular: se recusar a morrer.


QUEM FAZ

Texto e direção: Gustavo Des

Elenco: Axwell Godoi, Clarice Carvalho, Gabriel Oliveira, Lucas Michielini, Laura Damada, Thiago Latalisa, e Tom Garcia.

Cenário: Anderson Ferreira

Figurino: Laura Vexisto

Coreografia: Deborah Leal

Iluminação: Rafael Bertolacini

Produção: Ramon Moreira

PROGRAME-SE


Funarte MG Dias 17 e 18/06 - 19 horas Dia 19/06 - 17:30 Teatro Feluma Dia 25/06 - 20 horas Dia 26/06 - 18 horas

AS MAIS LIDAS DA SEMANA...